Veja as impressões da versão 100% elétrica do SUV compacto com tração integral e desempenho de esportivo

O Volvo XC40 elétrico é um exemplo de como os fabricantes de automóveis abordam a questão dos carros elétricos. Alguns eletrificam modelos conhecidos, enquanto outros desenvolvem plataformas dedicadas e carros completamente novos criados desde o zero como veículos elétricos.

A Volvo aposta nas duas fórmulas: até pouco tempo, pensava-se que a Polestar, com o modelo Polestar 2, seria responsável por todos os elétricos da marca. Mas agora a Volvo está seguindo o exemplo e transformando o seu XC40 em um carro elétrico. E para conhecer de perto o SUV compacto de zero emissão, nossos amigos do InsideEVs Alemanha trazem as primeiras impressões ao dirigir o XC40 Recharge. Confira!

Galeria: Avaliação: Volvo XC40 Recharge

O que é?

Por mais diferente que o Polestar 2 e o Volvo XC40 possam parecer, a motorização é a mesma. No entanto, o Volvo, que existe desde 2017, se transforma em um monstro de palavras: XC40 Recharge P8 AWD. Se disser "Recharge", significa apenas que é um elétrico. P8 mais AWD se traduzem em muita potência e tração nas quatro rodas. 

Mas comecemos pelo princípio: externamente, o XC40 elétrico não difere muito de seus irmãos de combustão. Novas rodas de 19" e uma grade fechada é basicamente o que mudou. Mas porque não mudar? O XC40 ainda tem um visual atraente e outras marcas como Mercedes ou BMW não têm feito nada de muito diferente. 

Por falar em boa aparência: um Volvo C40 Recharge com a mesma plataforma e tecnologia CMA estará disponível em breve. É praticamente uma versão Sportback do XC40. 

Avaliação: Volvo XC40 Recharge elétrico - externas

Com capacidade entre 414 e 1.290 litros de bagagem no porta-malas, o XC40 Recharge também tem o que o pequeno compartimento que os europeus chamam de "frunk" sob o capô com capacidade de 31 litros. Muito prático para guardar um cabo de carregamento. O interior é elegante mas não muito prático. Você se senta em posição alta, mas tem que 'lutar' contra a tela sensível ao toque do sistema de informação e entretenimento na vertical. 

A navegação do menu não é intuitiva, às vezes até ilógica. Levei uma eternidade para mudar configurações simples no computador de bordo. Muitas coisas no cockpit são, na verdade, autoexplicativas, só faltou mesmo que a multimídia tivesse uma interface mais amigável. Afinal, não há nada do que reclamar em termos de espaço interno.

Avaliação: Volvo XC40 Recharge elétrico - painel

Como anda?

Vamos lá! E como anda! O XC40 simplesmente come o asfalto como um carro esportivo, de zero a 100 km/h em apenas 4,9 segundos. 180 km/h, no entanto, é o limite, como a Volvo está fazendo agora com todos os seus carros. 

A pegada muito rápida do XC40 Recharge é ainda mais surpreendente, já que o carro de apenas 4,42 metros de comprimento pesa espantosos 2.188 kg. Você leu certo: quase 2,2 toneladas! Como no modelo top Polestar 2, o empuxo é fornecido por dois motores elétricos com um total de 300 kW (408 cv) e um máximo de 67,3 kgfm de torque. Tudo isso disponível em toda a faixa de rotação. 

Claro, isso é bastante impressionante e você não pode se livrar da impressão de que este Volvo é superpoderoso. Tendo em vista o Polestar 2, algo que poderia ter sido feito nesse sentido é a opção de uma versão elétrica mais 'mansa'. O modelo básico vem com tração dianteira, 165 kW (224 cv), bateria de 64 kWh e autonomia de até 440 quilômetros.

Avaliação: Volvo XC40 Recharge elétrico - movimento

Consumo e autonomia

Uma bateria com 75 kWh de capacidade útil está localizada sob os assentos do XC40 P8 Recharge. A Volvo especifica que a autonomia de acordo com padrão europeu WLTP vai de 400 a 418 quilômetros. O XC40 extraiu sua eletricidade de até 72 kW da estação de carregamento CCS-HPC que usamos. 

No entanto, o Volvo não é muito econômico em energia: em uma condução normal em temperaturas baixas em rodovia, chegamos a 28 kWh por 100 km. Isso daria um alcance de 267 quilômetros. Aliás, o próprio fabricante especifica entre 23,8 e 25,0 kWh de acordo com o WLTP, o que na melhor das hipóteses significa 315 quilômetros de autonomia essa condição.  

Avaliação: Volvo XC40 Recharge elétrico - recarga

Quanto custa?

Menos energia definitivamente significaria menor consumo e mais autonomia. E também reduziria o preço salgado: a Volvo pede pelo menos 60.900 euros (R$ 403.400) pelo XC40 Recharge P8 AWD, praticamente com todos os equipamentos disponíveis. Por uns bons 10.000 euros (R$ 66.200) a menos, no entanto, a Tesla oferece um Model 3 de alto desempenho semelhante com tração nas quatro rodas. 

Ou vamos pegar o novo Audi Q4 e-tron (4,59 metros). Como um quattro 50 e-tron, ele entrega "apenas" bons 300 cv, mas é maior e tem autonomia mais ampla com sua bateria de 77 kWh. Preço: 52.900 euros (R$ 350.400). Ainda mais empolgante é o novo Hyundai Ioniq 5 (4,64 metros), cuja versão de topo oferece 306 cv de potência total. Além de 61,7 kgfm de torque, tração nas quatro rodas e uma bateria de 73 kWh para uns bons 480 quilômetros de alcance. Ele também pode carregar com tecnologia de 800 volts em estações ultrarrápidas de 350 kW.

Claro, essas comparações podem não ser tão pertinentes, mas elas apenas mostram que a concorrência com o XC40 elétrico está ficando cada vez maior. E então você se pergunta por que deve comprá-lo?

Conclusão: 6,5/10

A princípio, o novo Volvo XC40 Recharge não é um carro ruim, longe disso. Mas perde pontos com seu sistema de informação e entretenimento, alto peso e, como o P8 AWD, é tanto exagerado em nossa opinião, o que significa que o preço de compra quase se transforma em um critério matador. Assim que a Volvo lançar versões menos potentes e mais baratas, a questão do custo-benefício tende a ficar mais favorável.

Confirmado para o Brasil até meados de 2021, o novo Volvo XC40 elétrico está prestes a desembarcar por aqui e irá encarar poucos rivais, como a linha Audi e-tron, que tem porte maior e preços mais altos. Os concorrentes citados anteriormente, como o Hyundai Ioniq 5 e o Audi Q4 e-tron, ainda não têm data de chegada prevista para o nosso mercado, enquanto o novo Chevrolet Bolt EUV, a versão SUV do Bolt, por sua vez, é aguardada no futuro. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Volvo XC40 Recharge P8 AWD (2021)

Motor dois motores elétricos
Potência 150 kW (204 cv) por motor, total 300 kW (408 cv)
Torque máximo 67,3 kgfm
Tipo de direção Tração integral
0 a 100 km/h 4,9 segundos
Velocidade Máxima 180 km/h
Comprimento 4.425 mm
Largura 1.863 mm
Altura 1.647 mm
Volume do porta-malas 414 - 1.290 litros mais 31 litros na dianteira
Peso 2.188 kg
Capacidade de carga 462 kg
Reboque 1.500 kg
Bateria 75 kWh líquidos
Consumo de combustível 23,8 - 25,0 kWh/100 km
Autonomia elétrica 400 - 418 km (WLTP)
Preço de entrada 60.900 euros