Apesar de compacto, propulsor entrega 200 cv de potência e 31,6 kgfm de torque

O lançamento do ID.3, primeiro veículo elétrico de produção em série da Volkswagen, serviu para mostrar que definitivamente tamanho não é documento em se tratando de tecnologias EV. Prova disso é o motor elétrico usado pelo hatchback, que de tão compacto pode ser guardado em uma simples mochila esportiva. "Não é apenas menos complexo que um motor convencional a gasolina ou diesel, mas também compacto o suficiente para caber em uma bolsa esportiva", diz a fabricante. Apesar das reduzidas dimensões, dados de fábrica indicam potência de 150 kW (cerca de 204 cv), torque na casa dos 31,6 kgfm e velocidade máxima de 160 km/h.

Construído sobre a plataforma modular MEB, pensada especialmente para veículos do tipo, o ID.3 a grande aposta da Volkswagen para popularização dos elétricos. Com porte bastante próximo ao de um Golf, mede 4,26 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,55 m de altura e 2,76 m de entre-eixos. Internamente, é possível acomodar confortavelmente 5 pessoas e levar 385 litros de bagagem. Outros dados revelam peso inicial de 1.719 kg (pode variar de acordo com a versão), capacidade de carga de 416 kg a 541 kg, raio de giro de apenas 10,2 metros (ideal para manobras em espaços urbanos apertados) e coeficiente de arrasto (Cx) de 0,267.

Neste período do lançamento, o modelo é apresentado na edição especial ID.3 1ST. Segundo a marca, esta versão sai de fábrica equipada com bateria de 58 kWh de capacidade para uma autonomia declarada de 420 km (padrão WLTP). Posteriormente, serão lançadas variantes com baterias de 45 kWh (autonomia de 330 km) e 77 kWh (alcance de até 550 km). No primeiro caso, a VW diz que em tomadas de 100 kW uma carga de apenas 30 minutos gera energia suficiente para rodar 290 km. Em todos os modelos, as baterias terão garantia de fábrica de 8 anos ou 160 mil km.

Fotos: Divulgação