Esportivo híbrido terá produção encerrada em abril de 2020

A BMW comemora a produção de 20 mil unidades do BMW i8, seu híbrido plug-in que estreou em 2014. Embora seja uma boa notícia, ela tem um sabor agridoce, pois a marca já confirmou que deixará de fabricar o carro em abril de 2020 e ainda não diz se ele terá um sucessor, direto ou não. A última unidade montada na planta em Leipzig será da série especial Ultimate Sophisto, apresentada no Salão de Frankfurt.

Galeria: BMW i3s RoadStyle e i8 Ultimate Sophisto

No comunicado, a fabricante descreve o BMW i8 como o esportivo híbrido plug-in mais bem sucedido do mundo. “O BMW i8 é um automóvel muito especial, que mostra o prazer de dirigir de Leipzig em uma maneira única”, declara Hans-Peter Kamser, gerente da fábrica. O executivo evitou falar sobre o fim da produção no ano que vem e o que acontecerá com a linha de produção.

Lançado em 2014, o BMW i8 nasceu como um esportivo equipado com motor 1.5 turbo de três cilindros que entregava 231 cv, e mais um motor elétrico de 143 cv. No total, eram 374 cv de potência combinada e 58,1 kgfm de torque máximo. Acelera de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos e tem velocidade máxima limitada a 250 km/h. Ainda assim, entrega uma autonomia de 37 km no modo elétrico e uma autonomia total de 530 km.

O adeus do esportivo PHEV acontecerá com a versão Ultimate Sophisto, revelada no último Salão de Frankfurt (Alemanha). Serão 200 unidades com acabamento cinza brilhante Sophisto, detalhes em cobre, rodas de liga leve de 20” com design exclusivo, pinças de freio em preto brilhante e uma placa de identificação no interior, com o número da unidade. Estará disponível na versão cupê e conversível.

Embora o BMW i8 esteja perto do fim, a linha BMW i de carros eletrificados continuará no mercado. O BMW i3 teve sua produção estendida até 2024, mantendo o papel de opção de entrada da empresa. Teremos também o iX3, versão elétrica do crossover X3, que será revelado em 2020. A fabricante alemã também trabalha no i4, um cupê de quatro portas, e o SUV iNEXT, ambos previstos para 2021.