Versão híbrida plug-in do SUV terá 240 cv e será lançada na Europa em junho

Previsto para começar a ser vendido na Europa em junho do ano que vem, o Jeep Renegade PHEV teve mais detalhes revelados pela fabricante. A versão híbrida plug-in será uma aposta importante da empresa, feita para vender em grande volume, aproveitando o motor 1.3 turbo e mais uma unidade elétrica para superar a meta de emitir apenas 50 g/CO2 – o que dá um rendimento médio de 47,6 km/litro.

Galeria: Jeep Renegade Plug-In Hybrid 2019

Marco Pigozzi, gerente de produto da Jeep, conversou com o site britânico Autocar e comentou um pouco mais sobre o Jeep Renegade híbrido. Segundo Pigozzi, a estratégia da empresa é que seja um modelo de alto volume e, para isso, terá um preço bem agressivo para a Europa. Para isso, a marca evitou mexer muito no veículo além do necessário para colocar o sistema híbrido.

O executivo revela que esta variante do Renegade adotará o motor 1.3 turbo de 180 cv, responsável por mover apenas as rodas dianteiras através de um câmbio automático de 6 marchas. Já as rodas traseiras serão responsabilidade de um motor elétrico de 60 cv, montado em uma versão modificada do subchassi traseiro do Renegade com tração integral. No total, ele entregará 240 cv entre as quatro rodas, com uma aceleração de 0 a 100 km/h em cerca de 7 segundos.

Algumas modificações tiveram que ser feitas. O tanque de combustível foi reduzido de 48 litros para 39 litros, liberando espaço para colocar o conjunto de baterias. Outra coisa que foi reduzida foi o porta-malas, que perdeu 15 litros em comparação aos 351 litros da versão europeia. O sistema híbrido todo, contando as baterias, fez com que o carro pese apenas 120 kg mais do que o Renegade a diesel.

Jeep Renegade PHEV
Jeep Renegade PHEV

A empresa diz ainda que o carro receberá a certificação TrailRated, exclusiva para os modelos que são capazes de superar a trilha de Moab, e que o Renegade PHEV conseguirá passar por até 60 cm de água. Ainda promete que a capacidade off-road do SUV irá melhorar significantemente por conta do torque de 26,4 kgfm entregue pelo motor elétrico e que pode ser dividido entre cada roda traseira.

A eficiência será o foco do Jeep Renegade PHEV, com uma autonomia de 49 km e velocidade máxima de até 130 km/h no modo puramente elétrico. A Jeep diz que o nível de emissão de CO2 será abaixo de 50 g/km pelo antigo método de medição NEDC, o equivalente a um rendimento médio de 47,6 km/litro. Este número deve cair com a medição WLTP, que é mais realista. A meta da marca é conseguir entrar na média de 95 g/km de CO2 para toda a frota, conforme as novas regras da União Europeia. A Jeep ainda irá lançar o Compass PHEV no 2º semestre do ano que vem.