Rumores mostram que a Volkswagen está produzido seu elétrico com software incompleto e guardando os carros até a atualização

A imprensa alemã está falando em "grandes problemas de software" que a Volkswagen está enfrentando com o ID.3, que está sendo produzido em uma escala limitada na fase de ramp-up (abastecimento de estoques) desde 4 de novembro. Ainda não se sabe sobre a natureza do problema, mas em geral, parece que o software ainda não foi desenvolvido completamente.

Isso significa que todos os primeiros ID.3 que foram e serão produzidos (ao menos por mais alguns meses) precisarão de uma atualização. Fontes não oficiais dizem que carros estão estocados em áreas especiais. É esperado que a marca alemã precisa atualizar cerca de 10 mil ID.3 no começo de 2020. 

Mais 20 mil carros (um total de 30 mil) devem ser afetados e provavelmente terão atualização pelo sistema "over-the-air", uma atualização que não pede cabos ou idas aos concessionários. Com base nos rumores, podemos apostar que este sistema faz parte do software que ainda não foi concluído. Os primeiros carros são esperados no meio de 2020 nas ruas na Europa. 

Este problema ganha peso especialmente se relembrarmos uma declaração do CEO a VW, Herbert Diess, sobre a competitividade neste quesito: 

“Em longo prazo, acho que podemos ter um pouco de vantagem pela escala. No hardware, provavelmente não há nenhuma diferença já que eles (a Tesla) já se dedicam a plataformas elétricas e já é um fabricante de EVs".

“Mas temos um segundo grande ponto, que é o software, onde a Tesla é grande - que é algo importante. Se você faz o software, precisa de 10 milhões de aparelhos, não um milhão". 

Fonte: Manager Magazin, ecomento.de via Teslarati

Galeria: Volkswagen ID.3 1ST (2020)