Estreia oficial acontecerá dentro de poucas semanas, no Salão de Genebra

Considerado um dos lançamentos mais aguardados da Fiat neste ano, a nova geração do pequeno 500 não deve demorar para se tornar conhecida. Os engenheiros responsáveis pelo projeto estão finalizando os principais testes de durabilidade e as primeiras unidades pré-série já começaram a ser fabricadas para verificação de qualidade. A expectativa da FCA é deixar todas as operações afinadas para a estreia oficial do compacto no próximo mês de março durante a abertura do Salão de Genebra. O alcance comercial novo modelo continuará sendo global, com oferta tanto na Europa quanto em países da América, e a chegada ao Brasil, em especial, já foi confirmada pela marca.

Galeria: Novo Fiat 500 elétrico - Flagra

Nesta nova geração, a ideia é elevar ao máximo possível a escala de produção para viabilizar o projeto do ponto de vista comercial e não amargar prejuízos como acontece com o velho 500e (que até hoje gera perdas consideráveis a cada unidade vendida). Nesse sentido, o próximo 500 já nascerá em uma plataforma voltada especificamente para propulsão elétrica e, pelo menos inicialmente, não oferecerá nenhuma variante movida a combustão. Outro avanço importante acontecerá na questão da autonomia, que saltará dos atuais 135 km para algo entre 240 km e 320 km, de modo a garantir alcance suficiente para uso diário em percurso urbano ou viagens mais curtas.

No ano passado, um porta-voz da Fiat deixou escapar em entrevista que o posicionamento mais sofisticado do futuro 500 EV na comparação com o carro atual terá reflexos diretos nos preços, mas não citou valores. Questionado sobre uma eventual fuga de clientes, especialmente por conta do novo tipo de propulsão, o executivo disse que o 500 tem "apelo forte o suficiente" para não perder clientes. Um das estratégias adotadas para não perder mercado será manter o velho 500 em linha por mais alguns anos. Dessa forma, o modelo antigo receberá um sistema híbrido-leve de 48 volts e continuará sendo oferecido em vários países. Já o novo, totalmente elétrico, será posicionado num patamar acima.

Fonte: CarPix