Polêmica picape elétrica chegará ao mercado a partir de 2021

Considerado um dos lançamentos mais polêmicos dos últimos anos, a picape elétrica Cybertruck, da Tesla, deverá chegar ao mercado ligeiramente diferente do conceito. Pelo menos foi o que disse recentemente o CEO da marca, Elon Musk, em conversa com seguidor do Twitter. Nas palavras do executivo, o modelo final será "um pouco melhor" - embora não tenha deixado claro quais mudanças serão implementadas.

Atualmente, uma das grandes preocupações diz respeito ao comportamento da picape em termos de segurança no caso de acidentes. Recentemente, autoridades alemãs identificaram que a estrutura extremamente rígida da carroceria não será capaz de oferecer níveis adequados de proteção para passageiros e pedestres.

Galeria: Tesla Cybertruck Pickup

Segundo informado, os painéis rígidos são um pesadelo no que diz respeito à segurança, uma vez que não foram projetados para se deformar e absorver impactos em caso de acidentes, como acontece com o capô e o para-choque dos carros mais modernos. De acordo com o especialistas, a Cybertruck precisa de "fortes modificações na estrutura básica", pois "os ocupantes se sentem seguros, mas não estão". Não Alemanha, por exemplo, a picape como está não seria aprovada para venda.

De todo modo, ainda há tempo para realizar mudanças. Segundo previsões da própria Tesla, a produção do modelo final será iniciada apenas no final de 2021, começando pela variante topo de gama equipada com três motores. A partir de 2022 é que serão entregues as versões mais brandas com apenas um propulsor. A autonomia deverá variar entre 400 km e 800 km. 

Fonte: Elon Musk