Versão mais brava do sedã elétrico deve estrear em 2022

A Mercedes-Benz ainda nem revelou a versão de produção do seu sedã totalmente elétrico EQS e a indústria de segredos já relatou que também haverá uma variante mais quente AMG. E, aparentemente, será ao menos tão potente quanto o atual modelo AMG S63, o que significa que ele poderia ter mais de 600 cavalos de potência e 91,7 kgfm de torque.

De acordo com a matéria da Autocar, o EQS AMG não estará disponível logo no início. A Mercedes-Benz pretende lançar a versão regular do EQS em 2021. Espera-se que esse modelo tenha 469 cv e autonomia de até 700 km, graças a uma bateria de 100 kWh. A variante AMG ainda não confirmada deve sacrificar um pouco deste amplo alcance em favor de desempenho, uma troca semelhante à que vimos entre as várias versões do Porsche Taycan.

Mercedes-Benz Vision EQS Concept: Frankfurt 2019
Mercedes-Benz Vision EQS Concept: Frankfurt 2019

O artigo ainda diz que, embora não seja confirmado, é de grande consenso que a Mercedes utilizará o mesmo trem de força elétrico de alto desempenho nas versões AMG do EQE menor, bem como na versão elétrica da Classe G (deverá ser batizado de EQG). Este movimento seria semelhante ao que a fabricante faz com o V8 twin-turbo de 4 litros usado para alimentar seus modelos com o respeitado emblema 63.

mercedes-eqs-spy-photo
Flagra: Mercedes EQS camuflado em testes de rodagem

Com a potência extra, o EQS AMG deve diminuir o tempo de arrancada 0 a 100 km/h de 4,2 segundos para algo em torno de 3 segundos. Isso ainda significa que não será tão ágil quanto o Tesla Model S mais rápido ou o Porsche Taycan, mas como o EQS é o equivalente elétrico da Classe S, seu foco permanecerá no luxo.

Se a Autocar estiver certa, o EQS AMG poderia chegar ao mercado norte-americano em 2022 e ser a primeira de várias opções elétricas apimentadas (e com emblema da AMG).

Fonte: Autocar

Galeria: Mercedes-Benz Vision EQS (2019)