Elon Musk afirmou que existem outros projetos na fila como o Model Y, Gigafactory e Cybertruck

Tesla Roadster não irá estrear em 2020. Isso não é um boato, mas a confirmação vem diretamente de Elon Musk: o Roadster será visto "em 2022, ou mais tarde". Em palavras mais simples, o Roadster é adiado para uma data posterior, mas isso é apenas um banho parcial de água fria, considerando o momento econômico e os investimentos que a Tesla está fazendo neste período. Um projeto nascido em 2017, mas que nunca foi prioridade.

Model Y, Cybertruck e Gigafactory

Em uma entrevista com Joe Rogan, Musk falou que ainda vai demorar um pouco. Também porque os planos da Tesla incluem aumentar a produção do Tesla Model Y, que chegou recentemente ao mercado e está passando por um "boom". Depois, há a Gigafactory de Berlim em desenvolvimento e finalização e, ao mesmo tempo, a expansão da Gigafactory de Xangai após o período de pandemia do Coronavírus.

Na estratégia comercial, o objetivo será iniciar a produção do caminhão elétrico Semi (também adiado) e do aguardado Cybertruck. Portanto, um plano detalhado que será colocado em prática entre 2020 e 2022. Depois, há a questão relacionada ao desenvolvimento de uma bateria mais durável, com o famoso Battery Day sendo o marco zero, mas que, consequentemente, trará um desenvolvimento nesse sentido. E nesta frente os olhos estão todos voltados para a bateria de 1 milhão de quilômetros.

O mais potente

O que sabemos hoje sobre o carro elétrico mais poderoso da empresa de Palo Alto? Ele será alimentado por três motores elétricos, um no eixo dianteiro e dois no eixo traseiro, capazes de fornecer uma potência máxima de mais de 1.000 cv e garantir tração nas quatro rodas. O torque máximo (nas rodas) é de 1.020 kgfm, um número que ainda não foi totalmente confirmado.

Esses valores tornam o Roadster um verdadeiro hipercarro. A arrancada de 0 a 100 km/h, com a opção de motor SpaceX, é de impressionante 1,9 segundo e permite ao Roadster completar o quarto de milha em apenas 8,8 segundos com uma velocidade máxima estimada de 402 km/h.

O trem de força elétrico será alimentado por uma bateria com capacidade máxima de expressivos 200 kWh.