Esta é apenas uma das medidas dentro do pacote de recuperação de 130 bilhões de euros

  • Alemanha pretende chegar a 1 milhão de carregadores em 2030
  • Atualmente os veículos elétricos representam apenas 3,3% das vendas totais
  • País possui 28.000 estações de carregamento 

A Alemanha planeja forçar todas as empresas que operam postos de gasolina no país a fornecer também pontos de carregamento para veículos elétricos em todos os locais. Como medida, isso faz muito sentido, porque haveria mais carregadores para as pessoas usarem, além do fato de que os postos de gasolina também já estão convenientemente localizados nas principais rotas de trânsito.

O objetivo desta medida é aumentar a demanda por veículos elétricos, em conjunto com um subsídio de € 6.000 (R$ 33.700) para a compra de um novo EV. A agência Reuters cita o The Mobility House, especialista em armazenamento de energia.

"É um compromisso muito claro com veículos movidos a bateria e estabelece a mobilidade elétrica como uma tecnologia do futuro. Internacionalmente, isso coloca a Alemanha no grupo líder de suporte a veículos elétricos a bateria."

Galeria: Shell - carregadores em todos os postos de combustível

Atualmente, a Alemanha tem pouco menos de 28.000 estações de carregamento espalhadas por seu território, mas a maioria não oferece capacidade de carregamento rápido. Para incentivar a compra de mais carros elétricos, o país precisa de pelo menos 70.000 pontos de recarga no curto prazo, dos quais pelo menos 7.000 precisam ser aptos a carregar de forma rápida.

Em 2019, a chanceler Angela Merkel, anunciou a meta de ter até um milhão de estações de carregamento em todo o país até o ano 2030, portanto, colocá-las em postos de gasolina faz muito sentido.

Por que a Alemanha está aplicando essas medidas? Bem, a matéria do site Autocar relata que apenas 3,3% de todos os carros novos registrados em maio eram elétricos (ou seja, 5.578 dos 168.148 registros de carros novos ao longo desse mês). A porcentagem está melhorando, porque em 2019 apenas 1,8% dos carros novos vendidos na Alemanha eram elétricos.

 

E com essas novas medidas em vigor, que fazem parte de um grande plano de recuperação econômica de US$ 146 bilhões, em conjunto com o lançamento de mais e mais genuinamente bons veículos elétricos, garantirá que sua popularidade continue aumentando.

Galeria: Shell