Parece que o surto de coronavírus está acelerando as mudanças

  • Maior mercado automotivo do mundo pode impor novas regras de qualidade do ar 
  • Veículos serão testados com as portas fechadas para avaliar a contaminação do ar na cabine

O surto de coronavírus parece mudar completamente a compreensão do papel dos carros no mundo todo. Ao longo das últimas semanas, a demanda por veículos elétricos e autônomos aumentaram consideravelmente, enquanto o tema da qualidade do ar no interior do carro tem sido um dos itens ainda em aberto.

A China, que é o ponto zero da epidemia, será o primeiro país a regulamentar essa situação. De acordo com a Reuters, os novos requisitos de qualidade do ar no interior do carro estão prestes a serem divulgados. Obviamente, isso forçará os gigantes da indústria automotiva a se adaptarem ao maior mercado do mundo.

Galeria: Wuling - Hong Guang MINI EV

Segundo fontes ligadas ao assunto, os novos veículos serão testados em um laboratório, ficando ligado por horas com as portas fechadas. Durante o teste, os valores de formaldeído e benzeno no ar da cabine serão medidos. Além disso, afirma-se que os valores da radiação eletromagnética no veículo também serão limitados.

Ainda não há uma explicação clara sobre esse assunto na China. Mas se esta lei for aprovada pelo parlamento chinês, terá um grande impacto no mundo automobilístico. Vamos ver quais surpresas nos aguardam nos próximos dias. 

Galeria: NIO EC6