Produzido pela parceria Baojun, o E300 pode controlar até a automação residencial

  • Baojun E300 começa a ser vendido até o fim do ano na China 
  • Mini carro elétrico tem autonomia de até 305 km
  • Preço inicial é de 7.000 euros (R$ 41,7 mil)
  • Sistema da Xiaomi permite controlar a automação residencial à partir do carro

No universo da General Motors, não estão apenas marcas conhecidas como Chevrolet, Cadillac ou Buick. Ao definir novos parceiros globais, a GM também mantém relações estreitas com empresas como a chinesa Baojun, uma montadora desconhecida da maioria da pessoas, e também envolve a SAIC Motors e a Wuling.

A Baojun iniciou uma colaboração em 2019 com a gigante da eletrônica Xiaomi, já ativa no setor automotivo através do Xpeng (o projeto anti Tesla que irritou Elon Musk). O resultado da parceria é o E300: um carro elétrico super tecnológico que tem muito pouco a ver com microcarros chineses como o agora conhecido Chang-Li por menos de 1.000 euros que vem da China na 'caixa'.

Galeria: Baojun E300

Por trás de uma aparência atrevida, acentuada por visual "quadradinho" e pela pintura em dois tons, o E300 é moderno e bem projetado. Mas é dentro da cabine que está a novidade mais interessante do modelo e certamente vai empolgar os entusiastas de automação residencial. Pelo sistema do mini carro você pode controlar as luzes ou persianas, acessar as câmeras de vigilância ou programar o ar-condicionado da casa.

305 km de autonomia

O Baojun E300, também oferecido na versão Plus, tem apenas 2,63 metros de comprimento, 1,65 de largura e 1,59 de altura. Com uma distância entre eixos de 1,75 metros, ele oferece um compartimento de passageiros para três ou quatro pessoas. Na versão básica, possui uma bateria de 16,8 kWh que alimenta um motor elétrico de 29 kW (39 cv) e garante uma autonomia de 260 km.

Bateria: 16,8 kWh
Potência máxima: 29 kW ou 40 kW (Plus)
Autonomia: 260 ou 305 km (Plus)
Preço (China): a partir de 7.000 euros

A versão Plus possui um motor mais potente 40 kW (55 cv) e uma autonomia de 305 km, mas os detalhes da bateria não foram divulgados. Ele chegará ao mercado até o final do ano, infelizmente, por enquanto, apenas na China, a um preço inicial de pouco mais de 7.000 euros (R$ 41,7 mil).