Esportivo elétrico pode custar até R$ 979.000 na versão Turbo S. Entregas acontecerão ainda em 2020

  • Porsche Taycan chega ao Brasil nas versões 4S, Turbo e Turbo S
  • Esportivo elétrico estreia com preços entre R$ 589 mil e R$ 979 mil

O primeiro carro totalmente elétrico da Porsche enfim prepara sua vinda ao Brasil. A marca anuncia que irá iniciar a pré-venda do Porsche Taycan no dia 1º de agosto, oferecendo o carro nas versões 4S, Turbo e Turbo S, com preços entre R$ 589 mil e R$ 979 mil. O valor inclui a instalação de um carregador para a residência do cliente. Apesar de iniciar as encomendas, a fabricante não deu uma data exata para as entregas, dizendo apenas que estão previstas para este ano.

O que diferencia cada uma das três versões do Porsche Taycan é a potência e a autonomia. Todos eles usam dois motores elétricos, um em cada eixo. A configuração 4S tem 435 cv, alcançando os 530 cv ao utilizar o overboost, enquanto a autonomia é de 407 km com uma carga. Há um opcional para ele, o Performance Battery Plus, que eleva sua força para 490 cv (571 cv no overboost) e pode rodar por 463 km.

Galeria: Porsche Taycan 2020

A versão intermediária é a Turbo, com 625 cv no modo normal e 680 cv ao ativar o overboost, enquanto sua autonomia é de 450 km. No topo da linha está o Turbo S, que tem os mesmos 625 cv padrões, mas seu modo arrancada eleva a potência momentaneamente para 761 cv. Porém, sua autonomia é menor, de 412 km.

Até o momento, a Porsche não revelou se o Taycan vendido no Brasil trará os mesmos equipamentos da versão global ou se terá uma lista especial para o país. O único equipamento confirmado pela empresa é o carregador Charger Connect, que será emprestado provisoriamente aos clientes. No futuro, ele será substituído pelo Mobile Charger, que é o carregador que acompanha o carro, mas que ainda não está sendo produzido.

 

Apesar disso, podemos esperar por muitos dos itens que estão em outros carros da empresa. Deve vir com o painel de instrumentos digital de 16,8”, central multimídia com tela 10,5” wide sensível ao toque, e uma terceira tela de 8,4” no console central usada para alguns controles rápidos como do ar-condicionado.

Uma das apostas do Taycan é agradar ao público que quer um esportivo elétrico sem partir para um SUV, já que os demais modelos das marcas premium são SUVs (Audi E-Tron, Jaguar I-Pace e Mercedes-Benz EQC). Além disso, o 4S já tem mais potência do que os crossovers, mesmo que a autonomia seja menor.

Porsche Taycan Turbo S
2020 Porsche Taycan

Outro trunfo da Porsche é que ele é o primeiro carro a usar uma arquitetura de 800V, que permite uma potência de até 270 kW. Com isso, bastam 5 minutos para recuperar 100 km de alcance. Uma carga de 5% a 80% leva 22,5 minutos. O Grupo Volkswagen fez uma parceria com a EDP para instalar carregadores de 150 kW a 350 kW nas vias que ligam São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba e Florianópolis. A recarga com uma tomada comum leva entre 6 a 8 horas para chegar aos 100%.

Além destas versões, a marca ainda lançou uma versão mais em conta do Porsche Taycan, com apenas um motor elétrico, tração traseira e um conjunto de baterias menor. Por enquanto, será oferecido apenas na China, com um motor de até 476 cv no overboost e autonomia entre 412 km e 489 km, números pelo antigo ciclo de testes NEDC da Europa, com valores mais otimistas do que o real.