Projeto foi implantado em parceria com a CPFL

Em mais um projeto de mobilidade elétrica que entra em fase de execução, o campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) iniciou a operação nesta semana de um ônibus 100% elétrico, um meio de transporte zero emissões gratuito para alunos, professores e funcionários da universidade.

O veículo produzido pela chinesa BYD em Campinas (SP) é movido por energia elétrica fotovoltaica gerada na própria universidade e faz parte de um projeto de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da CPFL Energia, Unicamp, Time Energy e Porakê. O projeto também prevê um eletroposto que será utilizado para recarregar a bateria do veículo.

O estudo quer avaliar os benefícios econômicos deste tipo de veículo, o desempenho de recarga no eletroposto e comparar os impactos ambientais em relação ao ônibus a diesel, seguindo um conceito de pesquisa chamado laboratório vivo (Living Lab). 

O projeto já recebeu investimento de R$ 3,4 milhões, colaborando com a formação de alunos de graduação, mestres e doutores da universidade. No total, o investimento será de mais de R$ 6 milhões. A previsão é que o projeto seja finalizado em outubro de 2021, mas o ônibus continuará em circulação após o fim dos estudos.

BYD onibus eletrico

O diretor da divisão de ônibus da BYD Brasil, Marcello Von Schneider, ressalta a importância dos investimentos em P&D para a introdução e fomento de novas tecnologias:

"Quanto mais dados e informações científicas conseguirmos apurar numa pesquisa deste porte, maior será a contribuição para a popularização de frotas eletrificadas no país".

Importantes cidades do Brasil como São Paulo, Campinas e Brasília entre outras já iniciaram o processo de eletrificação de frotas. Recentemente, a BYD Brasil também foi a vencedora de uma licitação para fornecer todos os ônibus do primeiro corredor de ônibus elétrico articulado do país, na cidade de São José dos Campos (SP).

Fonte: BYD