Primeiro modelo 100% elétrico da marca alemã atinge marco de produção

Com início de produção em 2013 e estreia no Brasil no ano seguinte, o BMW i3 alcançou a marca de 200.000 unidades produzidas na fábrica de Leipzig na Alemanha. Primeiro carro elétrico da marca alemã, o compacto chegou ao mercado trazendo inovações internas como a construção de células de energia feitas de plástico reforçado com fibra de carbono.

O BMW i3 produzido na unidade alemã leva apenas cerca de metade do tempo necessário para a montagem do que os veículos convencionais. Com base nos resultados adquiridos com o modelo 100% elétrico, inúmeras inovações também foram alcançadas nas áreas de condução, potência elétrica e tecnologia de carregamento.

Galeria: BMW i3 - produção em Leipzig

Este conhecimento também possibilita que a quinta geração da tecnologia BMW eDrive esteja pronta para produção em série para ser usada no carro-chefe da nova tecnologia da fabricante, o BMW iNEXT, que será produzido na fábrica do BMW Group em Dingolfing, com componentes da fábrica da BMW em Landshut, a partir de 2021. 

Custando a partir de R$ 229.950, o BMW i3 à venda no Brasil está equipado com o motor elétrico de 170 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, suficientes para que o compacto acelere de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e alcance a velocidade máxima (limitada) de 150 km/h. As baterias de 42,2 kWh garantem autonomia de 335 km com uma única carga (440 km na versão com extensor de alcance).

A planta do BMW Group em Leipzig, além do BMW i3, também produz os modelos BMW Série 1 e 2 com propulsão híbrida convencional e plug-in. Essa fábrica fará parte da rede internacional de produção do grupo para módulos de bateria já em 2021. No futuro, as células de íon de lítio serão então montadas juntamente com as conexões ao veículo, as unidades de controle e as unidades de refrigeração em uma estrutura de alumínio específica para cada modelo.  

Galeria: BMW i3s 2018 - Primeiras impressões