O grande plano estratégico da GM também inclui, além da eletrificação e da conectividade, a popularização da condução autônoma. Nesse objetivo, a empresa norte-americana fechou um acordo de colaboração com a Microsoft para ajudar no desenvolvimento dos seus carros autônomos

Esse desenvolvimento se dará por meio Cruise, a empresa de veículos autônomos da GM criada em 2013 e que atualmente possui investimento até da japonesa Honda. Por sua vez, a gigante da tecnologia Microsoft entrará na parceria com a disponibilização da sua plataforma Azure. 

Galeria: Cruise Origin

Trabalhando juntos para desenvolver as tecnologias para os carros sem motorista, o objetivo da aliança é "acelerar a comercialização" desse tipo de veículo ao usar a sinergia de suas experiências em software, hardware e computação em nuvem, além da produção e ecossistema de parceiros para criar carros seguros, ecologicamente limpos e acessíveis.

"Nossa missão de fornecer transporte mais seguro, melhor e mais acessível para todos não é apenas uma carreira em tecnologia, é também uma carreira de confiança", disse o CEO da Cruise, Dan Ammann.

"A Microsoft, como padrão ouro na democratização confiável da tecnologia, multiplicará nossa capacidade à medida que comercializarmos nossa frota de veículos compartilhados, totalmente elétricos e autônomos", explicou.

microsoft azure1

Ressaltando o acordo, a CEO da GM, Mary Barra, disse que com a Microsoft irá ajudá-los a "acelerar a comercialização dos veículos elétricos e autônomos da Cruise e obter ainda mais benefícios da computação em nuvem". 

General-Motors-Microsoft

Recentemente, a GM fez o importante anúncio de que irá acelerar sua transição para a mobilidade elétrica com o investimento de US$ 27 bilhões e o lançamento de 30 novos veículos elétricos globalmente até 2025. 

Fonte: GM