Marca alemã superou a montadora de Elon Musk em vendas de elétricos na Europa por larga vantagem no ano passado

Após superar a Tesla em vendas de carros elétricos por larga vantagem na Europa no ano passado, o Grupo Volkswagen prevê que entre 6% e 8% de suas vendas globais sejam de veículos zero emissões em 2021, o que permitiria à empresa alemã igualar ou até mesmo superar os emplacamentos da marca de Elon Musk. 

Por conta da queda nas vendas globais devido à crise global, a Volkswagen emplacou 9,3 milhões de veículos no mundo inteiro em 2020. Assumindo que o resultado de vendas se repita neste ano, a previsão mais otimista de 8% de participação representaria 750.000 veículos elétricos - qualquer crescimento nas vendas globais significaria um número ainda maior. 

Galeria: Volkswagen ID.4 - produção em série em Zwickau

Enquanto isso, a Tesla anunciou recentemente o fechamento de 2020 com a produção de 500.000 unidades, exatamente a meta estipulada por Elon Musk no início do ano passado. Para 2021, a empresa norte-americana de carros elétricos estima um crescimento "de mais de 50%", ou seja, acima de 750.000 unidades, o que indica que neste ano a briga entre as duas marcas será acirrada.   

Sucesso de vendas desde o lançamento, o Volkswagen ID.3 tem sido o carro-chefe da marca entre os modelos elétricos, mas a partir desse ano o irmão maior ID.4 promete repetir ou mesmo superar o desempenho do hatchback, já que será produzido nos EUA, Alemanha e China. E o portfólio ainda contará com o reforço dos modelos premium com a chegada do Audi Q4 e-tron, e-tron GT e Porsche Taycan Cross Turismo, entre outros. 

Tesla Gigafactory 3

Já a montadora de Elon Musk aposta no lançamento recente do Tesla Model Y no gigante mercado chinês, um modelo que também aumentará fortemente sua presença na Europa com a expectativa de conclusão num futuro próxima da fábrica de Berlim.

Fonte: Bloomberg

Galeria: Tesla Model Y 2020