O futuro eletrificado da Jaguar Land Rover está lentamente se concretizando

É o fim de uma era para os menores SUVs da Land Rover. O Discovery Sport e o Range Rover Evoque não terão mais versões exclusivamente a gasolina após o fim da geração atual. A informação foi noticiada pela Autocar com base em uma apresentação da empresa para investidores. 

A próxima geração do Discovery Sport e Evoque será sustentada pela plataforma Electrified Modular Architecture (EMA), que será introduzida em 2024. Esta plataforma será projetada em torno de uma bateria instalada no assoalho e terá arquitetura de 800 volts. A empresa também afirma que seus motores elétricos serão os "mais densos em torque" da classe. Mesmo que a nova plataforma EMA seja projetada para elétricos, os sistemas híbridos plug-in ainda podem ser usados ​​com a tecnologia "lean burn". Parece um pouco estranho uma plataforma elétrica dedicada poder receber motores de combustão interna. 

Galeria: Land Rover Discovery Sport P300e (PHEV)

Além da plataforma EMA, os modelos Land Rover também rodarão em outra plataforma eletrificada que está para chegar. A plataforma Modular Longitudinal Architecture (MLA) chega em 2022 ou 2023 e servirá de base a outros modelos, incluindo o Range Rover e o Range Rover Sport de próxima geração. A Land Rover descreve esta plataforma como "flexível" porque ela pode abrigar trens de força híbridos leves, híbridos plug-in e totalmente elétricos. 

Não houve menção ao Velar na apresentação para investidores, mas há especulações de que ele poderia ser montado na plataforma EMA como um modelo totalmente elétrico e possivelmente lançar a futura linha de veículos elétricos da Land Rover. 

Caso você não tenha acompanhado as notícias recentes da Jaguar Land Rover (JLR), a empresa tem grandes planos para um futuro eletrificado. A marca lançará seis veículos elétricos a bateria nos próximos cinco anos, e só usará motorizações eletrificadas a partir de 2026 (mas isso inclui sistemas híbridos leves). A JLR deseja que a maior parte de suas vendas sejam veículos totalmente elétricos até 2030 e, até 2036, a empresa pretende que todas as vendas sejam veículos com emissão zero. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram