Essa é uma condição para receber investimentos de Fundo de Investimento Público (PIF) árabe

No início do ano, demos a notícia de que a Lucid Motors estava planejando construir uma fábrica na Arábia Saudita. A Bloomberg descobriu que a montadora estava discutindo o assunto com um de seus principais investidores, o Fundo de Investimento Público (PIF), o fundo de riqueza soberana do país. Agora, o The Wall Street Journal descobriu que esse plano vem de 2018 - a Lucid teria prometido construir a fábrica para receber investimentos árabes. 

Embora tenha ficado bastante claro que a mudança só se justificaria em função dos desejos do principal investidor da Lucid, é sempre relevante ter uma confirmação de que havia essa negociação. A Arábia Saudita não tem tradição de manufatura e sempre viveu bem de petrodólares até muito recentemente - quando as mudanças climáticas se tornaram uma preocupação global.

Galeria: Lucid Motors - fábrica no Arizona

Como nos lembra o The Wall Street Journal, a falta de tradição não é o único passivo envolvido em fazer negócios com a Arábia Saudita. O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman é acusado de ter ordenado o assassinato do jornalista Jamal Ahmad Khashoggi em Istambul em 2 de outubro de 2018, no Consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia. 

Khashoggi tinha ido até lá para conseguir os documentos de que precisava para se casar. Infelizmente, a promessa da norte-americana Lucid de construir uma fábrica na Arábia Saudita teria acontecido no mesmo ano, alguns meses antes do assassinato do jornalista.

Lucid Investor Deck detém um tesouro em termos de informações sobre a empresa

Com várias condenações mundiais por tais ações, várias empresas ocidentais decidiram evitar trabalhar com a Arábia Saudita, o que não foi tão difícil. No caso da Lucid, isso não é realmente uma escolha. Além disso, a fábrica certamente será financiada pelo PIF. A Lucid simplesmente entraria no negócio com seu know-how e tentaria convencer os fornecedores a se estabelecerem lá também. Se isso falhar, a empresa terá que importar uma quantidade razoável de componentes.

O Wall Street Journal teria descoberto sobre essa promessa de várias fontes. Eles afirmam que pelo menos um grande investidor na fusão da Lucid com a SPAC foi informado sobre essa promessa e que a Lucid realmente terá uma fábrica na Arábia Saudita. Isso confirma a matéria anterior da Bloomberg sobre as promessas de 2018 em troca dos investimentos.

Ainda não há confirmação oficial da Lucid sobre a fábrica. Também não temos ideia se será em Jeddah ou Neom, ambas cidades com portos para o Mar Vermelho, o que ajudaria a exportar a produção. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram