Em breve, o sedã elétrico terá 1 milhão de emplacamentos sozinho

Se os números recordes de vendas nos primeiros três meses de 2021 já animaram a Tesla, os números desse último trimestre, somados aos anteriores, mostram que Elon Musk tem outro motivo para comemorar: a montadora vendeu mais de 1 milhão de unidades do Model 3 e Model Y desde o lançamento de ambos. 

Para ser mais preciso, 1.074.046 exemplares. Um número ainda maior do que o estimado pela própria Tesla.

Model 3

A Tesla fornece apenas o agregado sobre as vendas desses dois carros, mas estima-se que cerca de 950.000 unidades do Model 3 foram emplacadas desde março de 2017 e 100.000 exemplares do Model Y desde o início de 2020. Nesse ritmo, é apenas uma questão de tempo antes do Model 3 sozinho atingir um milhão de vendas, tornando-se o primeiro carro elétrico a cruzar essa marca. 

Galeria: Tesla Model 3

Números bastante elevados também para o Model S e o Model X: cerca de 510.000 unidades vendidas desses dois carros. A frota de modelos Tesla presentes nas ruas já passa de 1,5 milhão (cerca de 1.584.500) e, continuando nesse ritmo, a casa deve atingir 2 milhões em vendas totais até o final do ano.

Espera pelo baixo custo

Nenhuma outra empresa ou marca no mundo pode se orgulhar de uma frota tão grande de carros elétricos. A competição, da Volkswagen em particular, logo será sentida. Mas enquanto isso, com esses números, é provável que nos próximos 10 anos a Tesla seja capaz de construir milhões de carros todos os anos. Com base nos planos de produção de baterias de 3.000 GWh (3 TWh) para 2030, a empresa poderia produzir 30 milhões de carros por ano.

Mas, para chegar a esses números, Elon Musk talvez tenha que baixar o limite de preço para entrar no mundo Tesla. E, nesse sentido, o novo (e aguardado) Model 2 de entrada pode desempenhar um papel fundamental.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Galeria: Tesla Model Y 2020