Startup chinesa NIO inaugura primeiro posto de nova geração para substituição de baterias descarregadas

A NIO disse que se concentraria na troca de baterias. Afirmou também que, no primeiro semestre de 2021, colocará em operação a segunda geração de estações automatizadas, nas quais a troca imediata da bateria será totalmente automatizada.

Agora a startp chinesa mostra com orgulho a inauguração da primeira dessas estações, que fica em Pequim. E faz isso com um vídeo onde é possível ver como funciona esta tecnologia desenvolvida em conjunto com a Sinopec. Quem é a Sinopec? Não, não é uma empresa elétrica, mas sim o gigante da indústria petrolífera chinesa, que decidiu entrar neste negócio com vista à transição energética.

Galeria: NIO - Estação de troca de bateria

A Power Battery Swap Station 2.0, como foi chamada, tem 14 slots para o mesmo número de baterias. Em plena capacidade, possui 13 baterias carregadas e um slot vazio, para abrigar a bateria descarregada proveniente do veículo que vai para a própria estação.

Você também pode ir às estações de troca de energia para substituir uma bateria de geração mais antiga por uma equipada com tecnologia mais moderna. De fato, a NIO assegura que mesmo as baterias que chegarão no futuro serão compatíveis com os veículos que circulam atualmente. 

Menos de 5 minutos

Mas quanto tempo leva para a estação substituir a bateria? 277 segundos, ou melhor, pouco mais de 4 minutos e meio. Isso significa que teoricamente 312 baterias podem ser trocadas por dia em cada estação. 

O processo de troca inclui ainda o estacionamento, que é totalmente automático e ocorre, juntamente com a posterior troca da bateria, bastando pressionar um botão. O carro então se move para a posição e é levantado rapidamente. Em seguida, um braço automático substitui a bateria descarregada por uma carregada e o carro está pronto para funcionar. 

Com estações de carregamento cada vez mais eficientes, não faltam detratores dessa tecnologia, que segundo alguns serão cada vez menos necessários à medida que o tempo para um preenchimento de elétrons diminuir. Porém, por outro lado, além da NIO, há outras marcas que se dizem interessadas em desenvolver um sistema semelhante.

Enquanto isso, a empresa chinesa inaugurou essas estações por outro motivo também. Todos os carros elétricos com bateria na China desfrutam de incentivos máximos, sem limite de preço. Isso permite que os carros top de linha da empresa sejam adquiridos a preços mais baratos do que os da concorrência. E isso já, pelo menos para eles, é uma boa vantagem.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram