Projeto trabalha com um novo extensor de autonomia movido pelo combustível vegetal para redução de emissões

A BMW está testando o carro elétrico BMW i3 com um extensor de autonomia movido a etanol no Brasil. A marca alemã anuncia o desenvolvimento de um novo projeto com o combustível vegetal como fonte para alimentar o motor a combustão acoplado ao veículo elétrico que é vendido no país desde 2013. 

Desenvolvido pela divisão de engenharia local da BMW em parceria com a AVL do Brasil, o protótipo BMW i3 Zero Impact Emission CO2 Neutral Ethanol Range Extender é impulsionado pelo motor elétrico de 170 cv de potência e 25,5 kgfm de torque. Ele é auxiliado por um motor a combustão de 0.6 litro que tem como principal função dar uma carga adicional às baterias, podendo ampliar a autonomia em até 60 km.  

Galeria: BMW i3 2018

Com este projeto, a BMW está testando o que poderia vir a ser o primeiro carro elétrico do mundo com propulsão auxiliar a etanol, embora sua viabilidade e lançamento não tenham sido confirmados ainda.  

Para viabilizar o i3 com extensor a etanol, a engenharia do BMW Group Brasil trabalha na otimização de paramentos do cabeçote do motor, aumentado a taxa de compressão, que passou de 10:1 para 14:1, e utilizando a vantagem de maior resistência a detonação do etanol para conseguir um aumento de eficiência.

Com a substituição da gasolina pelo etanol, há redução na emissão de CO2 na atmosfera devido ao ciclo neutro de emissões do etanol produzido a partir de cana-de-açúcar, onde há consumo de CO2 durante seu crescimento, além do aumento de eficiência por conta do desenvolvimento de um motor modificado, especificamente, para utilização do etanol, permitindo usufruir de suas propriedades.

"A inovação é algo que está no DNA do BMW Group desde sua fundação, há 105 anos. Esse projeto é mais uma demonstração desse caráter e mais um passo rumo ao futuro da mobilidade sustentável, e reforça nossa estratégia de avançar em eletrificação", afirma Herbert Negele, Diretor de Engenharia do BMW Group Brasil.

A iniciativa mostra o que pode ser um diferencial para os carros elétricos no Brasil, promovendo ainda o desenvolvimento da infraestrutura local, se beneficiando da matriz energética brasileira como solução para a redução de emissões - este projeto será destaque no 19º Simpósio SAE BRASIL de Powertrain, que acontece nos próximos dias 29 e 30 de junho.

Recentemente, a BMW assumiu o compromisso de ter 50% das suas vendas globais compostas por carros eletrificados até 2030. No mesmo prazo, afirmou que irá reduzir a emissão de CO2 em 80% na produção dos seus veículos, 40% no uso e 20% na cadeia de fornecedores, em comparação aos dados de 2019.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: BMW