Gigante chinesa diz que pode vencer a concorrência com custos apenas 10% superiores às baterias "normais"

  • Super bateria da CATL está pronta e aguarda pedidos para início da produção
  • Custo de produção é cerca de 10% mais alto se comparado as baterias "normais"
  • Tecnologia resolve dois problemas cruciais: autonomia e vida útil da bateria

A bateria que dura 2 milhões de quilômetros está pronta. O anúncio foi feito por ninguém menos que Zeng Yuqun, presidente da CATL, gigante chinesa que trabalha com montadoras como Volkswagen e Tesla, entre outros, e que parece estar trabalhando em parceria com esta última em outra super bateria a ser apresentada no próximo Battery Day de Elon Musk

A tecnologia usada será a mesma anunciada pela Tesla? Por enquanto ainda não se sabe. O fato é que, a CATL com este anúncio parece querer superar a concorrência, incluindo a dos compatriotas da SVolt, que por sua vez tentaram ofuscar o anúncio da Tesla propondo sua primeira ideia de super bateria. 

Galeria: Polo de desenvolvimento de baterias da Volkswagen

Até recentemente, a CATL havia dito que era capaz de produzir baterias capazes de rodar cerca de um milhão de quilômetros. Hoje vai além, anunciando o marco de 1,25 milhão de milhas, ou 2 milhões de quilômetros.

As novas baterias produzidas pela CATL terão uma vida útil de 16 anos antes de iniciar um declínio significativo no desempenho.

Isso quer dizer que, mesmo do ponto de vista do ciclo de vida útil, a empresa chinesa poderá dobrar o período útil das baterias antes que chegue o momento de direcioná-las para a reciclagem ou desmontagem.

Vantagens econômicas

Entre as vantagens das novas baterias, haverá também a econômica. Uma bateria que pode durar o dobro do tempo em anos e até 10 vezes o número de quilômetros (as baterias atuais são garantidas por 150.000/200.000 km) também trará enormes benefícios nos custos de operação de um carro elétrico, que envelhecerá depois de muito mais tempo.

Tudo isso, novamente, de acordo com o que Yuqun disse na Bloomberg, a um custo de produção que será apenas 10% mais caro que o custo médio de uma bateria "normal" de íons de lítio.

CATL: bateria de um milhão de milhas pronta

Quando estreia?

Segundo Zeng Yuqun, "se alguém fizer um pedido, estamos prontos para a produção", embora ele não tenha revelado detalhes sobre ter assinado um acordo com algum fabricante de automóveis para fornecer essas super baterias.

Da parte da chinesa CATL, eles estão prontos, enfim, mas ainda aguarda uma montadora que aposte nessa tecnologia e, assim, justifique o início da produção. E quem sabe o papel que a Tesla poderia desempenhar neste cenário?

Células de bateria contemporâneas Amperex Technology Co., Limited (CATL)

No entanto, podemos realmente estar enfrentando um momento decisivo na mobilidade elétrica. Porque o aumento substancial no desempenho resolveria dois dos principais problemas relacionados à difusão em massa da mobilidade de emissão zero: a autonomia de uma recarga e a vida útil da bateria.

Acompanhe o InsideEVs nas redes sociais: