No país da mobilidade elétrica, o hatch alemão eleva a participação dos elétricos para mais de 60%

Enquanto na maioria dos países da Europa a eletrificação está sendo impulsionada por bônus ecológicos e com representação geralmente inferior a 5%, na Noruega os veículos elétricos agora respondem por 61,5% de participação de mercado. É isso mesmo: quase 2 em cada 3 carros vendidos no país escandinavo têm emissões zero. Se colocarmos nessa conta também os híbridos plug-in, o número vai a impressionantes 81,6%, o que é um recorde.

Com 12.689 carros eletrificados vendidos na Noruega no mês passado, o segmento chegou muito perto do recorde histórico de 12.764 emplacamentos estabelecido em março de 2019 e com um registro de crescimento de 75,6% em comparação com setembro do ano passado - e com um novo protagonista importante, o Volkswagen ID.3.

Galeria: Volkswagen ID.3 - Reino Unido

Os números noruegueses

Mas vamos olhar com mais detalhes os dados de vendas de setembro no país, que podem ser considerados, para todos os efeitos, o país da mobilidade elétrica.

  • Vendas elétricos: 9.560 (vendas + 57,1% e participação de mercado em 61,5%)
  • Vendas híbridos plug-in: 3.129 (vendas + 174,7% e participação de mercado em 20,1%)
  • Total de carros eletrificados: 12.689 (vendas + 75,6% e participação de mercado de 81,6%)
O crescimento da eletricidade no mercado norueguês

Agora, os números de vendas para os primeiros 9 meses de 2020:

  • Emplacamentos elétricos : 48.174 (vendas -3% e participação de mercado em 50%)
  • Emplacamentos híbridos plug-in : 19.357 (vendas + 60% e participação de mercado 21%)
  • Total de eletrificados : 67.531 (vendas + 10% e participação de mercado de 71%)
O crescimento da eletricidade no mercado norueguês

ID.3 estreia no topo

Olhando para o elétrico mais vendido, uma figura imediatamente chama a atenção. O Volkswagen ID.3, no primeiro mês de comercialização, venceu a concorrência com a excelente marca de 1.989 unidades vendidas.

Tesla Model 3 e Polestar 2 tiveram que se contentar com o segundo e terceiro lugares no pódio com 1.116 e 937 registros, respectivamente.

Entre os cinco mais vendidos, em quarto lugar está o MG ZS EV, com 672 unidades vendidas, enquanto em quinto lugar está o Audi e-tron, que também graças a 542 exemplares vendidos em setembro mantém a posição de carro elétrico mais vendido no país desde o início de 2020 com 7.690 carros.