Versão de alto desempenho o tornará o elétrico mais potente da marca

Confirmado para o Brasil em 2021, o Audi e-tron GT não será apenas mais um modelo na gama de carros elétricos e-tron. Com proposta mais esportiva que os demais, o GT contará com visual mais descolado, tecnologias inéditas e uma variante de alto desempenho RS, que será o elétrico mais potente da marca.

Enquanto aguardamos pela versão de produção que será revelada até o fim do ano, as vendas do e-tron GT só começarão no primeiro semestre de 2021. Mas a novidade é que de acordo com o site Auto Express, o esportivo elétrico terá uma versão desenvolvido pela Audi Sport, o Audi e-tron GT RS, que segundo fontes ligadas ao projeto, terá cerca de 700 cv de potência, ficando um pouco abaixo do Porsche Taycan Turbo S, com seus 761 cv. 

Galeria: Audi e-tron GT concept 2019

E diferentemente do primo Porsche Taycan, que possui versões monomotor (exclusiva para a China) e bimotor, o GT RS terá três motores elétricos, a exemplo do e-tron Sportback S de 503 cv, que também chegará ao Brasil no ano que vem. 

Ainda sem dados técnicos oficiais divulgados, o e-tron GT (normal) na forma de conceito estava equipado com dois motores elétricos para 590 cv de potência e uma bateria de 90 kWh de capacidade. Um conjunto que, segundo a Audi, garante aceleração de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e velocidade máxima limitada a 240 km/h com autonomia de 400 km com uma carga - então espere por números ligeiramente superiores para o RS. 

No entanto, ainda não se sabe se os 700 cv do RS estariam sempre disponíveis ou seriam entregues de forma temporária por meio de sistema de oveboost, como no Porsche Taycan, ou mesmo no irmão e-tron Sportback S. O que podemos esperar é uma arquitetura simular ao do e-tron S, com dois motores elétricos no eixo traseiro e um motor na dianteira, para um sistema de tração integral. 

Fonte: AutoExpress

Galeria: Audi e-tron GT