A empresa reembolsará todos os titulares de reservas para a picape elétrica

A menos que outra montadora queira produzir o Nikola Badger, ele está oficialmente morto. Isso é o que Nikola quis dizer quando anunciou um novo MOU (memorando de entendimento) com a GM que "substitui a transação anunciada em 8 de setembro de 2020". A Nikola ainda será capaz de usar a tecnologia de célula de combustível Hydrotec da GM em suas picapes, mas todos os depósitos de reservas para a Nikola Badger serão reembolsados.

A Nikola também disse que continuará a discutir o uso de baterias Ultium em seus veículos, mas apenas para os veículos de classe 7 e 8. Isso mostra que a caminhonete elétrica pode não estar totalmente morta, mas que não está entre as prioridades da Nikola no momento.

Galeria: Nikola Badger picape elétrica

O novo memorando não é vinculativo e exigirá mais negociações e "execução da documentação definitiva aceitável para ambas as partes". O comunicado de imprensa também diz que a participação acionária que a GM iria assumir na Nikola não está mais em vigor, o que significa que nenhuma parte do acordo anterior é válida. Mais do que isso, significa que a GM não quer nenhuma parte da Nikola.

Nikola Badger - picape elétrica 5

Embora isso possa parecer prejudicial para a Nikola, também soa muito ruim para a GM. Quando a consultoria Hindenburg Research acusou a Nikola de cometer fraude, a GM disse que havia feito todas as diligências necessárias para se envolver com a startup. Se for esse o caso, não faz sentido para a GM mudar de ideia agora. Afinal, os planos da Nikola ainda seriam interessantes e a GM ainda acreditaria que se tornaria um ativo valioso no futuro.

Se o novo MOU avançar, a Nikola acredita que começará a testar seus novos caminhões Classe 7 e Classe 8 com células de combustível Hydrotec até o final de 2021. Neste ponto, isso também é algo que precisa ser confirmado. Se esse negócio também der errado, nos perguntamos quais células de combustível a Nikola colocará em seus veículos.