Antes do modelo zero emissões, chegará ao mercado uma variante híbrida plug-in

O desenvolvimento de carros esportivos com propulsão totalmente elétrica ainda é um assunto que divide opiniões. Mas essa resistência tende a diminuir continuamente com o avanço da transição para a mobilidade elétrica, que não poupará nenhum segmento e afetará cada vez mais a supremacia dos motores a gasolina nos superesportivos.  

O sucesso do Porsche Taycan e o lançamento do promissor Audi e-tron GT nos dão uma prévia do que estar por vir. E nesse segmento, a GM também não quer ficar pra trás. Afinal, a marca norte-americana pretende vender somente carros elétricos a partir de 2035 e se todo o portfólio será eletrificado, o seu esportivo Chevrolet Corvette certamente não ficará de fora. 

Galeria: Genovation GXE - CES

De acordo com uma matéria recente do Motor Trend, citando fontes internas ligadas ao projeto, o novo Corvette 100% elétrico chegará o mercado para completar a gama do Corvette C8, que verá o acréscimo de outras versões e será precedido por uma também inédita versão híbrida plug-in

Chevrolet Corvette C8 SUV - projeção 3/4
Um SUV elétrico do Corvette para encarar o Mustang Mach-E também está nos planos

Podendo receber o nome de E-Ray, este futuro Corvette zero emissões será o cartão de visitas da Chevrolet. Infelizmente, nenhuma especificação foi revelada, mas a matéria aponta que o modelo pode emprestar alguns componentes e tecnologias do C8 Hybryd, com a marca trabalhando obviamente na montagem de uma bateria maior e propulsão elétrica nos eixos dianteiro e traseiro para tração integral. 

A matéria afirma ainda que o Corvette híbrido poderia chegar ao mercado em 2023, com a versão totalmente elétrica fazendo sua estreia no ano seguinte. Até o momento, a GM nunca negou o desenvolvimento de um esportivo elétrico, pelo contrário, mas agora ao menos sabemos que ele está ficando mais próximo da realidade.

Fonte: MotorTrend