Executivo acredita que a demanda por baterias grandes irá cair com o avanço da infraestrutura e popularização dos elétricos

A Audi tem falado muito sobre suas metas de eletrificação nos últimos meses. A montadora com sede em Ingolstadt revelou o E-Tron GT no início deste mês - uma versão mais confortável, mas quase igualmente mais rápida do Porsche Taycan - e está aberta até à ideia de uma versão elétrica do R8. É incrível, até mesmo o A4 e o A6 de próxima geração se tornarão VEs no final da década.

Com tantos projetos na mesa, é seguro presumir que a Audi está investindo muito dinheiro no desenvolvimento de futuros veículos elétricos. Isso também inclui conjuntos de propulsão e baterias novas e mais eficientes, proporcionando uma autonomia maior com uma única carga. Curiosamente, embora admita que a Tesla tenha uma vantagem quando se trata de alcance, o CEO da Audi, Markus Duesmann, previu recentemente que os futuros carros elétricos terão autonomia menor. Aqui está o porquê.

"Colocar baterias enormes por milhares de quilômetros, não tenho certeza se essa é uma tendência que vai continuar", disse ele à Roadshow. "Mais tarde elas vão perder apelo porque a infraestrutura de carregamento será mais densa e também a experiência dos clientes."

Galeria: Audi RS e-tron GT

E pensando bem - se a infraestrutura melhorar e permitir recargas significativamente mais rápidas, a ideia de carros com autonomia menor faz todo o sentido. A transição da energia de combustão para a energia puramente elétrica não será fácil. Mesmo os proprietários da Audi terão que se ajustar à nova realidade elétrica.

"Hoje você vai ao posto de gasolina e compra o combustível e é muito natural como você consegue energia para dirigir", acrescentou Duesmann. "Com os carros elétricos não é tão natural, você tem que ajustar um pouco o seu comportamento. Mas quando você se acostumar com isso, acho que o tamanho das baterias diminuirá novamente, porque elas tornam os carros desnecessariamente pesados ​​e desnecessariamente caros. E desnecessariamente grandes também."

O executivo também prometeu que os futuros carros movidos a bateria da Audi serão "feitos sob medida". Basicamente, isso significa que você não verá um Audi movido a combustão adaptado com baterias e motores elétricos para se tornar um elétrico. Além disso, baterias menores e mais baratas tendem a reduzir o custo final, permitindo uma popularização maior dos carros elétricos.