Instituto alemão quer produzir células de diferentes tamanhos, desempenhos e composições químicas em um processo padrão

Na Alemanha, eles estão estudando baterias feitas de células... flexíveis. A tecnologia é apresentada por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, que estão tentando superar uma das maiores restrições de design quando se trata de baterias: o formato.

Até agora, os módulos de células de íon-lítio são fabricados em formatos padrão e são instalados em chassis rígidos. Mas se você pudesse encontrar uma maneira de criar baterias que se adaptam ao espaço disponível, ocupando até mesmo cantos estreitos, você poderia obter enormes vantagens tanto em termos de desempenho quanto em termos de eficiência geral.

14,5 milhões de euros 

O projeto AgiloBat foi iniciado na Alemanha com o qual a equipe de cientistas liderada pelo professor Holger Hanselka quer criar baterias que possam adaptar sua forma de acordo com as necessidades.

Há um ano, os primeiros passos foram dados com o modelo AgiloBat1. Agora, com o AgiloBat2, entramos numa segunda fase que se insere na iniciativa de Produção de Células de Baterias Inteligentes que foi financiada com 14,5 milhões de euros.

Todas as variáveis ​​envolvidas

Mas no que exatamente a equipe de pesquisa está trabalhando? Os esforços concentram-se em duas frentes: desenhar células de vários formatos e definir processos de produção escalonáveis ​​e adaptáveis ​​a necessidades específicas.

"Aqui na Karlsruhe Research Factory, estamos desenvolvendo uma linha de produção flexível - explica o professor Jurgen Fleischer, chefe do laboratório - que pode nos permitir produzir células diferentes com os mesmos processos. O objetivo é usar os mesmos robôs e as mesmas etapas para criar produtos que sejam diferentes em tamanho, desempenho e composição química".

Os testes nestes sistemas modulares terão início em 2022 e em 2023, ao final da experimentação, será feita uma avaliação geral dos resultados para entender como proceder para a disponibilização comercial deste tipo de bateria.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram