Marca coreana vai reduzir os modelos a combustão para financiar a expansão dos carros elétricos e a hidrogênio

A Hyundai vai reduzir pela metade o número de carros equipados com motores a gasolina e a diesel em sua linha. A informação apurada pela Reuters diz que o corte de 50% nos motores a combustão tem como objetivo liberar recursos para o investimento na expansão de carros elétricos.  

Caso venha a ser confirmado oficialmente, será um anúncio importante na trajetória da Hyundai rumo a um futuro elétrico. Segundo a fonte consultada pela agência internacional de notícias, a direção da montadora sul-coreana já teria aprovado a estratégia em março: 

"É um movimento de negócios importante, que antes de mais nada permite a liberação de recursos de P&D com foco no resto: motores elétricos, baterias, células a combustível", disse a fonte, sem dar um prazo para a execução do plano.

Galeria: Hyundai Ioniq 5 - primeiras impressões

Apesar de ser um anúncio impactante, essa mudança de rumo é uma tendência entre as grandes montadoras globais, considerando as regras de emissões cada vez mais rígidas na Europa e também na China, os principais mercados globais para carros elétricos. Também devemos levar em conta um futuro aumento na demanda pelos carros verdes nos Estados Unidos, que agora têm uma estratégia governamental para a transição energética. 

De acordo com a Reuters, a Hyundai foi questionada e não respondeu diretamente sobre o corte nos modelos a combustão, mas disse que está acelerando os lançamentos de veículos verdes, com o aumento de opções de carros elétricos a bateria e movidos a células de combustível de hidrogênio - o objetivo é atingir a marca de 100% de carros ecológicos em 2040

Hyundai Kona Electric 2021 - externo - traseira

O Hyundai Motor Group, que engloba a Hyundai e a Kia, tem como meta colocar no mercado 1 milhão de carros elétricos por ano em 2025 e atingir a participação de 10% do mercado global no segmento. 

Assim como vários fabricantes, a Hyundai tem que lidar com o alto custo dos projetos de carros elétricos, o que pesa bastante no orçamento a ponto de abandonar o desenvolvimento de novos motores a combustão, conforme fontes ligadas à marca já adiantaram:

 "A Hyundai parou de desenvolver novos trens de força para carros com motor de combustão interna", disse uma dessas pessoas.

Após o bem-sucedido Hyundai Kona em sua versão 100% elétrica, a Hyundai agora aposta na nova linha de carros elétricos dedicados Ioniq. O primeiro deles, o Ioniq 5, foi apresentado há pouco tempo e tem se mostrado um grande sucesso, com milhares de pedidos antes da entregas que terão início nas próximas semanas.

O próximo passo são os modelos Ioniq 6, um sedã elétrico baseado no conceito Hyundai Prophecy, e o Ioniq 7, um SUV elétrico que será recheado de tecnologia e provavelmente terá capacidade para 7 ocupantes - ambos ainda não tiveram o visual revelado. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: Reuters