Campeão de vendas foi o compacto Zoe, com quase 50 mil unidades entregues

Apesar de a Tesla continuar dando as cartas no mercado global de veículos elétricos (foram nada menos 367.500 carros vendidos em 2019), outras fabricantes já começam a colher resultados expressivos no setor. É o caso da Renault, que fechou o ano passado com 62.447 unidades eletrificadas vendidas em todo o mundo. O resultado representou um salto importante sobre 2018, quando foram entregues 49.300 EVs, e mais ainda sobre 2017, ano em que foram vendidas 36.300 unidades. Desse total, o modelo Zoe foi disparado o campeão de vendas - sozinho o compacto emplacou 48.269 unidades ao longo de 2019, sendo 4.853 só em dezembro.

Galeria: Renault Zoe 2020

Na sequência, aparecem o Kangoo Z.E. com 10.349 unidades e o City K-ZE (versão elétrica do Kwid, atualmente vendida apenas na China) com 2.658 exemplares. Completam a lista o sedã SM3 Z.E., vendido exclusivamente na Coréia do Sul, com 875 unidades e a van Master Z.E. com 296 emplacamentos. Os números não incluem o pequeno Twizy, que é considerado quadriciclo na maioria dos mercados.

"As vendas do grupo aumentaram no último trimestre graças ao sucesso dos nossos lançamentos nos principais mercados do grupo, como Europa, Rússia e Índia, onde a Renault está crescendo fortemente", disse Olivier Murguet, vice-presidente executivo de vendas. Para este ano, a expectativa é reforçar os números com a chegada de novidades importantes, como as versões híbridas E-Tech dos novos Clio e Captur.