Versão estará disponível em alguns mercados

O Porsche Taycan já está em diversos mercados globais nas versões 4S, Turbo e Turbo S, todas com dois motores elétricos, sendo um em cada eixo, fazendo o papel de tração integral. Além do desempenho, a escolha deste tipo de transmissão depende também do tipo de mercado, desde a preferência do público até condições climáticas, como as épocas de neve e gelo no asfalto. 

A informação vem do Dr. Micheael Steiner, chefe de pesquisa e desenvolvimento da Porsche, em entrevista para a Car Magazine. "Haverá uma versão com tração traseira e bateria menor para ser mais acessível, principalmente em mercados que não precisam do sistema integral", disse ele na entrevista. Segundo a publicação, o Taycan mais "barato" deve ser lançado em 2021, complementando a linha em alguns mercados. 

Com apenas um motor, o Taycan fica mais leve e mais "econômico", o que permite um conjunto de baterias menor, o que reduz ainda mais o peso total do carro. Como referência, o Taycan 4S, hoje o mais manso da linha, tem 529 cv. Com apenas um motor, podemos esperar por algo abaixo disso, mas não fugindo da faixa dos 400 cv, ainda um número de respeito considerando a força dos carros elétricos principalmente nas arrancadas. 

Galeria: Avaliação: Porsche Taycan 4S

Se este Taycan de entrada seguir os demais modelos Porsche, ele não terá um nome de versão. Sabemos que o elétrico chega ao Brasil ainda em 2020 (algo que pode mudar diante da pandemia), mas nosso mercado pode ser um dos eleitos para esta nova versão mais acessível. Modelos como o Macan, Cayenne e Panamera, além do 911 e linha 718, são vendidas desde as mais simples até as topo da gama em nosso mercado, e pode ampliar as vendas da Porsche no setor de eletrificados ainda mais, hoje composto pelos híbridos Cayenne, Cayenne Coupé e Panamera. 

Fonte: Car Magazine