Primeiro mercado a receber o sedã de luxo híbrido é o Reino Unido

  • Versão híbrida plug-in do Audi A6 chega ao Reino Unido em três versões de acabamento
  • Desempenho é destaque com aceleração de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos 
  • Carregamento completo em uma Wallbox dura cerca de 2 horas meia

Após ser revelado no fim do ano passado, o sedã Audi A6 híbrido plug-in já pode ser encomendado no Reino Unido por 52.790 libras (R$ 332.000) em versão mais em conta. Batizado de 50 TFSI, a novidade pode rodar até 53 quilômetros em modo totalmente elétrico com uma carga completa. Por lá, chega com uma taxa de 10% em incentivos. 

Inicialmente disponível apenas como um sedã, com a chegada da perua 'Avant' para um segundo momento, o conjunto híbrido do A6 é formado por um motor a gasolina 2.0 litros e um elétrico, o qual transforma o carro em um veículo de tração nas quatro rodas. A potência total combinada é de 295 cv, o que significa que pode acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos, enquanto as emissões de CO2 ficam em 35 g/km. 

Galeria: Audi A6 plug-in

De acordo com a Audi, uma carga completa da bateria de íon de lítio leva 7 horas em uma tomada convencional de três pinos, mas o carregamento com uma wallbox doméstica de 7 kWh leva cerca de 2 horas e meia. Os proprietários também poderão tirar proveito do serviço de carregamento e-tron da Audi, que dá acesso a 18 redes de carregamento em todo o Reino Unido e consolida todas as despesas em uma fatura mensal.

Equipado com o trem de força de alta tecnologia e alta tensão, o A6 50 TFSI tem quatro opções de  versões. A versão "básica" é a Sport, que vem com rodas de liga leve aro 18", um sistema de entretenimento com tela sensível ao toque e o quadro de instrumentos digital Audi Virtual Cockpit. Os sistemas de carregamento sem fio, controle de voz Alexa e integração com smartphone também fazem parte do pacote opcional e elevam o preço para 60.000 libras (R$ 377.900)

Audi A6 plug-in

No modelo S Line há rodas maiores de 19", suspensão rebaixada e estilo mais esportivo. Enquanto isso, o sedã de luxo recebe assentos esportivos e forro de teto na cor preta, além de apliques em alumínio escovado e pedais de aço inoxidável. O Black Edition é baseado nesta variante, adicionando rodas maiores e um kit de estilo em preto brilhante ao equipamento de série da S Line.

Na configuração de topo Vorsprung as mudanças são um pouco mais pronunciadas. Fechamento elétrico da porta, ajuste elétrico da coluna de direção e sistema de som premium Bang & Olufsen estão incluídos, além de um teto panorâmico em vidro. O estofamento de Valcona adorna os bancos esportivos, enquanto o motorista também se beneficia de um painel ao estilo jato de caça que possui head up display.

"A Audi tem uma história longa e distinta na classe executiva, mas o que poucos sabem é que também desenvolvemos nosso primeiro carro híbrido gasolina-elétrico para esse segmento há mais de trinta anos", disse Andrew Doyle, diretor da Audi Reino Unido. "Estamos trazendo as três décadas de experiência em produção híbrida que começaram com o modelo Audi duo em 1989, neste mais recente modelo TFSI e de última geração.