O GLA sem motor a combustão está quase pronto

  • Futuro SUV elétrico aparece com menos camuflagem do que nunca
  • Mercedes-Benz EQA será o modelo de entrada da família de crossovers elétricos da marca
  • Estreia do EQA deve ocorrer até o fim de 2020

Por um bom motivo, o Mercedes EQC é considerado o primeiro veículo elétrico da empresa, já que está disponível em todo o mundo. Esforços anteriores, como o Classe B Electric Drive e o SLS AMG Electric Drive, eram um tanto limitados, sem mencionar o preço muito alto no caso deste último. Um veículo elétrico global muito mais acessível está a caminho, considerando que a marca da estrela de três pontas revelará o EQA ainda este ano.

Desta vez vemos um protótipo "quase versão de produção" com menos camuflagem do que nunca, contando apenas com um disfarce discreto na dianteira e na traseira. O perfil lateral está quase todo exposto para lembrar que o EQA será essencialmente uma versão elétrica do GLA de segunda geração. Somente as extremidades dianteira e traseira sofrerão alterações para alinhar o visual com a família "EQ".

Galeria: Flagra - Mercedes EQA 2021

Embora a Mercedes tenha soltado diversos teasers com o crossover elétrico, suas especificações técnicas ainda continuam sendo um mistério. O EQA Concept de 2017 tinha motores elétricos duplos para uma potência combinada de 271 cv e um torque instantâneo de 50,8 kgfm, mas ele era um hatchback de três portas. Cerca de três anos depois, uma mudança de estilo para a carroceria mais popular do momento poderia vir junto com outras alterações nas especificações técnicas do conceito com sua autonomia de 400 km.

O Mercedes-Benz EQA servirá como porta de entrada da família de carros elétricos da marca, fora da Smart, de propriedade da empresa-mãe da Mercedes, Daimler, e sua parceira chinesa Geely. Confirmado para estrear ainda este ano, o EQA será seguido em breve por seu irmão quadradão, o EQB. Este último eliminará o motor a combustão do GLB para abrir espaço para motores elétricos e baterias.

O EQA, EQB e EQC não permanecerão os únicos SUVs elétricos no portfólio da Mercedes desde que foi confirmada uma Classe G de zero emissões, embora não deva ser lançada tão cedo. Esses modelos de alta performance farão parte de uma família expandida de veículos elétricos, que incluirá variantes elétricas da Classe C, Classe E e Classe S, a última das quais será revelada oficialmente como EQS nos próximos meses.

Fonte: CarPix