Futuro sedã de luxo irá figurar entre os carros elétricos com maior autonomia

Recentemente, conhecemos o protótipo do Mercedes-Benz EQS, um modelo que tinha autonomia real de 300 km e embora ainda não esteja pronto, a ideia de um Mercedes movido a bateria realmente começou a fazer sentido. No entanto, a autonomia não será um problema para os seus futuros elétricos, já que a própria marca acaba de anunciar que o sedã EQS poderá rodar mais de 700 km com uma única carga.

Foi o quanto a Mercedes disse que o conceito EQS seria capaz de atingir e realmente estamos impressionados e intrigados com o fato do modelo de produção manter essa promessa. Para isso, a Mercedes fabricará as suas próprias baterias, nas instalações de Stuttgart-Untertürkheim.

Galeria: Mercedes EQS Test Drive

A informação veio a público pelo chefe da Daimler, Ola Källenius, na reunião anual da empresa. Em relação ao EQS, que deve ser lançado no ano que vem, ele disse que será um marco.

"Uma nova era para a Mercedes em termos de eletrificação. O EQS estabelecerá padrões. Mais de 700 quilômetros de autonomia, de acordo com o WLTP. Com o EQS, a maneira como pensamos nos carros está mudando. É o primeiro sedã de luxo totalmente elétrico da Mercedes-Benz baseado em uma arquitetura totalmente elétrica. Isso abre possibilidades totalmente novas - desde a posição das baterias até o design do carro."

É preciso dizer que o alcance declarado de 700 km será um pouco menor nos EUA, onde os carros são testados de acordo com o ciclo de testes da EPA, a agência regulatória ambiental norte-americana, e não o padrão WLTP (europeu). Ao mesmo tempo, a Mercedes não anunciou o número exato e disse apenas que será mais de 700 km, então vamos aguardar os números definitivos, que devem ser um pouco acima disso.

De qualquer forma, o Mercedes EQS será o primeiro elétrico não-Tesla a desafiar (e provavelmente superar) o Model S Long Range Plus, cuja autonomia EPA é de 647 km, com uma bateria de 100 kWh - um feito e tanto para a Casa alemã.