Primeiro caminhão elétrico da marca seria feito a partir deste ano

  • Volkswagen e-Delivery é o primeiro caminhão elétrico da marca
  • Veículo foi totalmente desenvolvido no Brasil pela divisão de caminhões e ônibus

Apresentado pela primeira vez em 2017, o projeto do caminhão elétrico Volkswagen e-Delivery passou por uma longa fase de testes e tinha início de produção previsto para este ano. Todavia, o cronograma estipulado pela marca sofreu atrasos por conta da pandemia de covid-19 e a fabricação terá início somente no primeiro semestre de 2021. 

Totalmente desenvolvido no Brasil pela divisão de caminhões e ônibus da marca, o e-Delivery dará origem a uma linha de caminhões elétricos, todos produzidos no país em parceria com outras empresas. São caminhões destinados principalmente ao serviço de entregas urbanas, do tipo VUC.

Galeria: Volkswagen e-Delivery

Esse atraso na produção e nas primeiras entregas foi anunciado por Roberto Cortes, presidente da VWCO, durante o Seminário AutoData Megatendências do Setor Automotivo, a Revisão das Perspectivas 2020:

"A pandemia provocou um certo atraso no planejamento, de dois a três meses, mas o lançamento do e-Delivery está programado para acontecer em algum momento no primeiro semestre do ano que vem”

A Volkswagen já investiu R$ 110 milhões para produzir o caminhão elétrico na linha de produção em Resende (RJ). Este primeiro modelo terá capacidade de carga entre 9 e 11 toneladas e o primeiro cliente a utilizar os veículos será a Ambev.

O Volkswagen e-Delivery está equipado com um motor elétrico produzido pela WEG de 109 cv de potência e 50,1 kgfm de torque associado a uma transmissão automática. O sistema é alimentado por baterias de lítio-ferro-fosfato (LFP) da chinesa CATL importadas pela Moura que garantem autonomia de 200 km - o tempo para recarga completa é de 3 horas (carregamento lento) ou 30% de autonomia em 15 minutos (carga rápida).

O modelo de vendas para o e-Delivery ainda está sendo estudado e será divulgado pela marca em breve. Além disso, o veículo da Volkswagen terá a companhia de com outro modelo montado no Brasil: o FNM, da renascida empresa que passará a montar seus caminhões elétricos na fábrica da Agrale no Rio Grande do Sul. 

Fonte: Autodata