Se houver queda de participação no segmento, marca da FCA irá se mexer

  • RAM pretende lançar picape elétrica, mas ainda considera o segmento "inexistente"
  • Marca da FCA só irá entrar no segmento quando começar a perder participação de mercado

Assim como outras montadoras norte-americanas, a RAM, uma marca da FCA, também não descarta lançar sua picape elétrica. No entanto, sua estratégia é um pouco diferente e segundo o CEO, Mike Manley, o lançamento da picape de zero emissões deve acontecer depois que a empresa "sentir" o comportamento deste novo segmento. 

De acordo com o Detroit News, em uma teleconferência de resultados, o CEO disse que o motivo pelo qual a FCA não tem abordado o assunto de picapes elétricas é a sua visão de mercado diferente da maioria das montadoras. Além disso, Manley disse: "A razão pela qual não falamos muito sobre picapes elétricas é porque vemos esse mercado como inexistente".

Galeria: Ram 1500 EcoDiesel

Mike Manley, disse ainda que a empresa poderia eletrificar a linha de picapes RAM se a empresa perceber uma queda de participação no mercado. "A picape é uma franquia essencial para nós e não vamos ficar de fora se houver o risco de nossa posição ser diluída", afirmou.

Embora a RAM se refira ao segmento de picapes elétricas como 'inexistente', sabemos que ficará altamente competitivo a partir de 2021. A Ford já anunciou o lançamento da F-150 elétrica, a GM confirmou a sua picape elétrica do porte da Silverado e a Tesla irá colocar no mercado o Cybertruck, isso sem falar nas novatas e promissoras Lordstown Endurance e Nikola Badger. 

Mesmo que uma picape RAM não seja uma ideia pronta, a FCA tem apostado na eletrificação em outros segmentos, como por exemplo o lançamento dos modelos Jeep Compass e Renegade híbridos (que chegarão ao Brasil até o ano que vem), além do Jeep Wrangler 4xe, que chegará ao mercado até o fim deste ano.  

Fonte: Detroit News