Estatal russa negou empréstimo inicial e startup não poderá iniciar a produção neste ano.

Diferente do que foi anunciado há algumas semanas, o promissor carro elétrico de baixo custo feito na Rússia não terá inicio de produção neste ano. De acordo com o jornal local Vedomosti, o fundo estatal russo para o desenvolvimento da indústria negou à startup Zetta um empréstimo para o lançamento do City Mobil 1

Ao todo já foram investidos 570 milhões de rublos (R$ 40 milhões) na Zetta, que afirmou que seria impossível começar a produção em série sem um empréstimo adicional, e definitivamente não seria possível encontrar outra fonte de financiamento a tempo de lançar o carro ainda neste ano. Desse total, 139 milhões (R$ 9,7 milhões) foram gastos na compra direta de equipamentos para iniciar a produção, mas ainda faltam outros 100 milhões (R$ 7 milhões) para concluir o projeto. 

Galeria: Zetta - carro elétrico russo

Este pequeno elétrico será produzido pela empresa russa de engenharia e produção REMC. O preço inicial estipulado para o carrinho é de 550.000 rublos (R$ 38.000), o que é bastante acessível e irá posicioná-lo como um dos carros elétricos mais baratos do mundo. 

O City Mobil 1, seu nome oficial, é um carro elétrico urbano compacto, com configuração para dois ocupantes e tração dianteira que alcança a velocidade máxima de 120 km/h. Ele é equipado com uma bateria de apenas 10 kWh, que promete autonomia de 180 quilômetros com uma única carga - a imprensa local fala em versões com autonomia bem mais ampla no futuro. 

Apesar do contratempo, a Zetta ainda espera fazer uma nova solicitação ao Fundo de Desenvolvimento Industrial para um empréstimo bonificado no ano que vem e finalizar seu projeto.  A meta de produção para o City Mobil 1 é de 15.000 unidades por ano (dois terços para exportação).

Fonte: Vedomosti