Subcompacto estreia com a missão de ser o carro elétrico mais barato da Europa

Em uma apresentação online durante o evento eWays, a Renault revelou de forma oficial o novo Dacia Spring Electric, versão 100% elétrica do Kwid. Estratégico para o grupo, o carro urbano da marca de baixo custo terá a missão de fazer uma 'revolução' na mobilidade elétrica na Europa. Ele será um dos primeiros carros elétricos de baixo custo a invadir o continente e tem como objetivo se tornar o elétrico mais acessível do mercado. 

Antecipado pelo estudo Dacia Spring Concept, o modelo de produção muda pouco em relação ao conceito. Conforme antecipado, por meio de flagras e vazamentos, a versão final tem visual próximo ao modelo chinês Renault City K-ZE, se distinguindo por detalhes pontuais. Apesar de pequeno, o carrinho elétrico ostenta um porta-malas com 300 litros de capacidade (600 litros com o banco traseiro rebatido). 

Galeria: Dacia Spring Electric (Kwid elétrico)

Externamente, a versão de produção também se inspirou no irmão maior Sandero Stepway e se caracteriza por elementos como as proteções plásticas na parte inferior dos para-choques, barras de teto e suspensão elevada. Uma solução interessante são os faróis divididos em duas seções, enquanto a tomada de carregamento fica embutida na grade frontal. 

No interior também não há grandes novidades: o volante segue o padrão dos demais modelos da marca, o quadro de instrumentos com uma tela de 3,5" é simples e possui instrumentação analógica e digital e por fim há um botão no console como seletor de marchas.

Dacia Spring - Renault Kwid elétrico
Dacia Spring Electric no evento Renault eWays

A lista de opcionais inclui a tela de 7" com o sistema de entretenimento Media Nav, compatível com Apple CarPlay e Android Auto, conectividade Bluetooth, reconhecimento de voz, ar condicionado, retrovisores com regulagem elétrica e câmera de ré, entre outros. Bem equipado em termos de segurança, o Dacia Spring virá equipado com seis airbags, ABS, ESP, frenagem automática, faróis com acendimento automático e limitador de velocidade, entre outros itens. 

Dacia Spring (Renault Kwid elétrico) - interior

O conjunto propulsor é formado pelo motor elétrico de 33 kW (45 cv) de potência e 12,6 kgfm de torque alimentado por baterias de 26,8 kWh, o que garante autonomia de 225 km com uma carga pelo padrão WLTP - rodando exclusivamente no trecho urbano esse número vai a 295 km. A velocidade máxima é de 125 km (100 km/h no modo ECO). 

Como a bateria é relativamente pequena, é possível recuperar cerca de 80% da carga em apenas 30 minutos se conectado a uma estação de 30 kW em corrente contínua. No modo alternado, você pode acessar uma potência máxima de 7,4 kW, o que permitirá que você carregue 100% em menos de cinco horas. 

De acordo com a Renault, o Dacia Spring elétrico estará disponível para encomendas no segundo trimestre de 2021, mas as primeira entregas só irão acontecer no último trimestre do ano que vem. A grande expectativa é em torno do seu preço, que deverá ser inferior a 15.000 euros (R$ 98.400) antes dos incentivos, o que pode torná-lo o carro elétrico mais barato no mercado europeu. 

A Renault ainda não comentou sobre planos para trazer este 'Kwid elétrico' ao Brasil, mas certamente seria uma opção interessante, e com possibilidade real de ter preços bastante competitivos frente aos demais carros elétricos disponíveis por aqui.