Projeto piloto de 18 meses é fruto da parceria entre BYD, VIX Logística e EDP

Um dos segmentos mais importantes da eletrificação é de ônibus elétricos, devido às amplas possibilidades de aplicações e ao seu grande impacto ambiental em termos de reduções de emissões. Recentemente, a BYD, em parceria com várias empresas, deu início de um projeto piloto para iniciar a operação do seu primeiro ônibus 100% elétrico em trecho rodoviário no Brasil.

O projeto é uma parceira da EDP, VIX Logística (empresa do Grupo Águia Branca), WEG e CERTI, e terá duração de 18 meses, com investimento total de R$ 6,6 milhões. É composto por um ônibus elétrico e por quatro estações de recarga, operando de forma integrada por meio de uma plataforma de gestão, que permitirá a realização de testes de funcionalidades e do modelo de negócio, com o objetivo de se avaliar as condições e custo-benefício para uma possível ampliação futura, inclusive junto a outros mercados e parceiros.

Galeria: BYD D9F - ônibus elétrico rodoviário

Esta primeira operação tem como destino as ruas e estradas do Estado do Espírito Santo, atendendo clientes da VIX Logística no serviço de fretamento, para transporte de funcionários de empresas do Estado. Com chassi produzido pela BYD, o ônibus elétrico rodoviário utiliza carroceria Viaggio, na versão 1050, fabricada pela Marcopolo.

Com autonomia para rodar até 350 km entre as recargas da bateria, o BYD D9F é o primeiro veículo do tipo no Brasil destinado às operações de fretamento de curtas e médias distâncias. Com potência de até 410 CV e dois motores elétricos integrados às rodas do eixo traseiro, possui carregamento rápido em até quatro horas. O veículo tem 12,9 metros de comprimento e capacidade para 44 passageiros.

Segundo Kaumer Chieppe, Presidente da VIX Logística, uma série de dispositivos de segurança e conforto ultramodernos estão presentes no veículo, como visão 360 com câmeras auxiliares, sensor de visão térmica e de fadiga, além de um sistema de inteligência artificial que atua na prevenção de colisões, dentre outros. Medições em tempo real com informações do desempenho serão compartilhadas com as demais empresas parceiras na iniciativa.

"A ampliação e massificação do uso dos ônibus dentro do ecossistema da mobilidade elétrica tem um grande potencial para popularizar o mercado, bem como trazer inúmeros benefícios ambientais evitando a emissão de CO2 na atmosfera. Estamos muito contentes com a implantação prática do projeto e esperamos que seja o início de um legado positivo para o país", destaca Nuno Pinto, Head de Mobilidade Elétrica na EDP Brasil.

Quatro estações de recarga da WEG Electric Mobility estarão espalhadas pelo ES, sendo duas em garagens do Grupo Águia Branca e outras duas em localidades próximas a clientes da VIX. O tempo de recarga estimado das baterias é de 3 a 4 horas, dependendo do nível de carga e gera autonomia para rodar cerca de 250 a 350 km a cada recarga.

Fonte: BYD