A capital da Colômbia fez um novo pedido de 596 unidades para a chinesa BYD ampliando sua frota para 1.485 ônibus elétricos

Poucos dias após o anúncio da aquisição da maior frota de ônibus elétricos nas Américas, a agência de transporte público Transmilenio de Bogotá segue firme em sua estratégia de eletrificação do transporte público e divulga uma nova compra recorde da chinesa BYD

Trata-se da aquisição de 596 ônibus elétricos, que se somam aos 889 ônibus já contratados anteriormente. Dessa forma, a capital da Colômbia passa a ter 1.485 ônibus 100% elétricos, superando Santiago, no Chile (a maior frota da América Latina), e se tornando a cidade com a maior frota eletrificada no mundo fora da China.

Galeria: BYD - ônibus elétrico Bogotá

A compra dos 596 ônibus representa um grande investimento de US$ 1,82 bilhão correspondente ao fornecimento da frota e US$ 1,41 bilhão a serem aplicados na operação dos ônibus por 15 anos, duração estimada dos contratos de concessão.

Cada ônibus vem equipado com cabine de segurança do motorista, TV, WIFI, câmeras de segurança, sistema de transporte inteligente, interfaces USB de carregamento de celulares, plataforma de acesso para pessoas com deficiência e outros recursos centrados nas pessoas.

Juan Luis Mesa, Country Manager da BYD Colômbia, disse ao Portal Movilidad: "Com este marco, a BYD confirma sua liderança na América Latina e na Colômbia em ônibus de 9 e 12 metros. Isso certamente abrirá a porta para outras cidades [empreender] iniciativas semelhantes para a saúde de seus habitantes."

A BYD tem forte presença no mercado colombiano, que vem se consolidando como o segundo maior de veículos elétricos na América do Sul. A gigante chinesa já alcançou diversos marcos no país: construir a primeira frota de táxis elétricos puros na América do Sul em 2013 e entrar no sistema BRT de Bogotá em 2017. A empresa também entregou 64 ônibus elétricos para Medellín em 2018. 

Fonte: PortalMovilidad