Nasce a divisão automotiva do gigante chinês de tecnologia

Agora é oficial, a Xiaomi vai finalmente começar a desenvolver o seu carro elétrico. Foram divulgados vários rumores e especulações sobre o assunto, inclusive com declarações oficiais da gigante chinesa de tecnologia desmentindo muitos deles.

A Xiaomi quer recuperar o tempo perdido e anuncia um grande investimento de US$ 10 bilhões ao longo dos próximos anos para criar uma divisão automotiva que permitirá à empresa atingir o seu objetivo. Tendo como fundador e CEO, Lei Jun, o novo braço da gigante da tecnologia vai se chamar Xiaomi Smart Electric Vehicles.

Galeria: Baojun E300

* O elétrico Baojun E300 utiliza um software com funções de automação desenvolvido pela Xiaomi

No entanto, quem deve assumir a frente da nova divisão de carros inteligentes deve ser mesmo Wang Chuan, que já esteve por trás do desenvolvimento de projetos importantes na Xiaomi desde 2012. A imprensa local afirma que ele já estaria trabalhando na contratação de pessoal para tocar o projeto do carro elétrico. 

 

É importante destacar que um dos próximos passos nesse objetivo do carro elétrico é firmar uma parceria. Vários nomes foram especulados como parceiros da Xiaomi, mas o mais cotado para assinar um acordo nos próximos dias é a Great Wall, que se confirmado, será um nome de peso para que o projeto seja tocado adiante.

Enquanto ainda não temos detalhes sobre como será o primeiro carro da Xiaomi, sabemos que a empresa quer um lançar um 'carro elétrico para as massas', aplicando a mesma filosofia adotada para seus produtos eletrônicos, como os smartphones, dos quais já é a 3ª maior produtora global.  

Se tudo der certo, a imprensa chinesa estima que o 'Xiaomi car' tenha um protótipo em breve com previsão de chegar ao mercado até 2023. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram