Gigante chinesa aposta em tecnologia de vanguarda, baterias de lâmina e recarga ultrarrápida para seus futuros carros

Uma das maiores montadoras globais de carros elétricos, a BYD, apresentou no Salão de Xangai 2021 uma nova plataforma desenvolvida internamente chamada de 'e-platform3.0' que servirá de base para os próximos veículos elétricos da marca.

Segundo a BYD, a e-platform 3.0 é projetada para a próxima geração de carros elétricos inteligentes de alto desempenho e continuará aberta para a indústria - ou seja, outras montadoras poderão utilizá-la em seus carros. Até o momento, as soluções da BYD eram usadas pela Mercedes-Benz (joint venture Denza), Toyota e Didi Chuxing.

byd plataforma carros eletricos 3 (1)

e-platform 3.0

Quatro vantagens principais da e-platform 3.0 serão inteligência, eficiência, segurança e estética. A BYD destaca que a nova plataforma não apenas integra e padroniza os componentes principais, "mas também constrói uma estrutura de carroceria totalmente nova, arquitetura digital e elétrica e um sistema operacional de veículos BYD renovado."

Tudo indica que a arquitetura elétrica será bastante competitiva, já que a empresa utilizou sua integração vertical para fornecer uma solução completa, incluindo seu próprio software e células de bateria próprias.

Na e-platform 3.0, podemos encontrar elementos químicos BYD Blade Battery LFP (as eficientes baterias de lâminas da marca) com o interessante sistema chamado cell-to-pack (CTP) (sem módulos), onde as células ficam integradas à própria estrutura do veículo.

byd plataforma carros eletricos 3 (2)

Nas versões de maior capacidade a autonomia pode chegar a 1.000 km (NEDC), que é um padrão otimista, então na vida real podemos esperar por algo entre 650 km e 750 km, o que ainda assim é impressionante. 

A plataforma terá arquitetura elétrica de 800 volts, o que aumentará a eficiência geral, além de permitir um carregamento rápido extremamente ágil: apenas 5 minutos para recuperar 145 km de autonomia.  

Há um novo módulo 8 em 1 para o sistema de propulsão elétrica que promete desempenho excelente: 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e uma nova bomba de calor para minimizar a perda de autonomia devido ao aquecimento no inverno.

Os principais destaques da nova plataforma são:

  • Sistema operacional desenvolvido pela BYD (expansível, atualizável e totalmente aberto aos desenvolvedores)
  • os módulos principais são menores, mais leves, mais fortes e com menor consumo de energia
  • uma nova tecnologia de bomba de calor para autonomia "10% mais longa" no inverno
  • um módulo 8 em 1 recém-atualizado para o sistema de propulsão
  • a eficiência geral aumentada para mais de 89% do
    consumo de energia por 100 km (62 milhas) é "reduzida em 10%"
  • 2,9 segundos de 0 a 60 mph (96,5 km / h) de aceleração possível
  • uma gama abrangente de cruzeiro de até 600 milhas (965 km) possível (provavelmente NEDC)
  • Sistema de bateria 800 V
  • carregamento ultrarrápido: 5 minutos para um alcance de 145 km
  • Bateria de lâmina da BYD - química de lítio-ferro-fosfato (LFP) em um sistema célula a pacote (CTP) - como padrão
  • bateria integrada ao design estrutural do veículo, dobrando a rigidez torcional da carroceria
  • estética de design redefinida de veículos: "balanços dianteiros mais curtos, distância entre eixos mais ampla, centro de gravidade inferior, mais espaço, senso de movimento e dinâmica, bem como um coeficiente de arrasto (Cd) tão baixo quanto 0,21"

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram