A primeira operação intermunicipal com o uso de um ônibus elétrico rodoviário teve início na semana passada no Sul do Brasil. Em parceria com a Marcopolo e a Expresso Princesa dos Campos, a BYD anuncia mais uma iniciativa de mobilidade elétrica na área de transporte de passageiros no país. 

Ainda em testes, o serviço será oferecido pela plataforma Embarca que reúne várias empresas de transporte de passageiros da região Sul e cobrirá o trecho entre Curitiba e Ponta Grossa, no Paraná, com duração de 90 dias nesta primeira fase. 

BYD-D9F-20.410

O ônibus elétrico possui chassi BYD D9F, carroceria Viaggio 1050 da Marcopolo e está equipado com um motor elétrico de 250 kW acoplados ao eixo traseiro. Com capacidade para até 44 passageiros, o veículo tem autonomia para rodar até 300 km com uma única carga. 

A BYD informa que a recarga completa das baterias de alta tensão podem ser feitas em cerca de quatro horas. 

"Estamos muito honrados em liderar essa ação com personagens importantes do mercado, temos certeza de que essa parceria vai marcar um processo disruptivo para o setor rodoviário", afirmou Marcello Schneider, diretor da divisão de ônibus da BYD Brasil.

Mais projetos

No final de 2020, a BYD deu início ao primeiro teste com um ônibus elétrico rodoviário no país, que está sendo realizado no Espírito Santo. Um projeto que envolve a parceira da EDP, VIX Logística (empresa do Grupo Águia Branca), WEG e CERTI, e terá duração de 18 meses, com investimento total de R$ 6,6 milhões.

Superada esta fase de testes iniciais, teremos um panorama mais claro das possibilidades de uso desse tipo de veículo nas estradas do país. Caso seja realmente viável, será um importante passo para o avanço da mobilidade elétrica em uma complementação ao uso cada vez maior dos ônibus elétricos nas cidades. 

Atualmente, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial de países com a maior frota de ônibus elétricos, segundo o monitor E-bus Radar, elaborado pelo Labmob da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: Automotive Business