Trata-se do predecessor do Dojo e já é o 5° supercomputador mais poderoso do mundo

O supercomputador Dojo da Tesla anunciado durante o 'Tesla Autonomy Day' ainda está longe de estrear, mas a montadora de Elon Musk, entretanto, certamente não está parada. E assim, revelou o seu antecessor, que não é simplesmente um backup, já que é o quinto computador mais poderoso do mundo.

É utilizado para "treinar" as redes neurais do piloto automático (Autopilot) e será decisivo para todas as evoluções da condução assistida (e no futuro autônoma) da Tesla. Mas o que está por trás disso?

Galeria: Tesla Autopilot

Escola de condução para robôs

Na prática, para aplicar estas tecnologias, os carros da empresa de Elon Musk precisam de computadores potentes tanto no interior, para poder gerenciar todas as informações vindas do piloto automático, mas ainda mais na parte externa, para coletar dados dos carros nas ruas, processá-los e assim "ensinar" aos carros o que significa estar nas vias no meio do trânsito diário.

Em resumo, o supercomputador possibilita esse aprendizado, ajudando os carros a tomarem as melhores decisões diante de situações que se repetem ao longo do tempo.

Características

A nova criatura foi revelada por Andrej Karpathy, chefe da inteligência artificial em Palo Alto, que disse durante a Conferência sobre Visão Computacional e Reconhecimento de Padrões 2021:

"Temos uma rede neural e um conjunto de dados de 1,5 petabyte que requer um processo de elaboração gigantesco. Então dei um impulso para a criação desse supercomputador maluco que estamos construindo e usando agora"

Então ele divulgou mais alguns detalhes.

  • 720 nós de 8x A100 80 GB (5760 GPUs no total)
  • 1.8 EFLOPS (720 nós * 312 TFLOPS-FP16-A100 * 8 GPUs / nós)
  • 10 PB de armazenamento NVME “hot tier” a 1,6 Tbps
  • 640 Tbps de capacidade total do switch

Conforme mencionado, o processo final desta evolução da Tesla para uma condução totalmente autônoma precisará de outro supercomputador. Será o Dojo, que terá recursos ainda mais avançados.

No passado Elon Musk já havia falado um pouco sobre o Dojo: "É um supercomputador capaz de aprender e melhorar com o tempo. Acreditamos que seja o melhor supercomputador baseado em rede neural do mundo". A Neuralink poderia ter feito uma contribuição para isso?

Galeria: Tesla Model S Plaid Delivery Day