Objetivo da Uber é que seus 45 mil motoristas em Londres substituam seus carros por um modelo 100% elétrico até 2025

Um novo projeto começa a ser colocado em prática no Reino Unido para reduzir as emissões de poluentes no Reino Unido. Nesta semana, Nissan e Uber assinaram um acordo que irá colocar nas ruas até 2 mil unidades Leaf, modelo 100% elétrico da marca japonesa, para motoristas que utilizam o aplicativo Uber em Londres.

Chamado de Plano Ar Limpo da Uber (Uber’s Clean Air Plan), a Nissan oferecerá um programa de treinamento de veículos elétricos, preços negociados e um plano de marketing para alavancar a adoção dos veículos de emissão zero.

Nissan Leaf e+ 2019

Este acordo é passo inicial de um objetivo mais audacioso da Uber que é ter, até 2025, os seus cerca de 45 mil motoristas rodando na capital londrina com um modelo 100% elétrico.

Lançado em janeiro de 2019, o Plano Ar Limpo da Uber tem como objetivo combater a poluição do ar, ajudando os motoristas trocarem seus modelos à combustão por um veículo elétrico por meio da introdução de uma Taxa de Ar Limpo – a cada 1,6 km (1 milha) rodados em Londres, o motorista recebe 15 centavos de libra. No primeiro ano, a Uber levantou mais de 80 milhões de libras para apoiar os motoristas na transição para os veículos elétricos, com uma projeção de arrecadar mais de 200 milhões de libras nos próximos anos.

Com este ano, a estimativa é que os motoristas economizarão, em média, 4.500 libras (cerca de R$ 24.800 em conversão direta), dependendo das distâncias percorridas e do custo de mudar para um carro elétrico. Na prática, assim que um motorista adota um veículo 100% elétrico, a Taxa de Ar Limpo é usada para ajudá-lo nos custos de utilização do veículo. 

No primeiro ano do Plano Ar Limpo da Uber, 900 mil viagens de Uber foram feitas em veículos elétricos, um aumento de mais de 350% em relação ao ano anterior. Semanalmente, mais de 500 motoristas estão agora utilizando veículos elétricos de emissão zero.

Nissan Leaf e+ 2019

Andrew Humberstone, diretor geral da Nissan Motor do Reino destacou que "não serão apenas os passageiros que desfrutarão de uma viagem mais silenciosa graças aos carros 100% elétricos, mas os ciclistas, pedestres e outros usuários do trânsito também se beneficiarão da motorização de emissão zero".

Outro apoio fundamental para o sucesso da utilização de carros elétricos por lá vem do governo. Para satisfazer a crescente demanda por veículos elétricos na capital do Reino Unido, o departamento de transportes de Londres (Transport for London) instalou mais de mil pontos de recarga de veículos elétricos só em 2019.

Galeria: Nissan Leaf e+ 2019