Fábrica de Detroit-Hamtramck receberá US$ 2,2 bilhões em investimentos

Após anos seguidos de especulação e mistério, a General Motors finalmente oficializa a aplicação de pesados investimentos no desenvolvimento de picapes elétricas. Segundo divulgado, serão aplicados US$ 2,2 bilhões (quase R$ 10 bilhões) na modernização da fábrica de Detroit-Hamtramck, no Michigan, para produção de uma série de novas camionetes EVs. Além disso, há previsão de aplicação de outros US$ 800 milhões (R$ 3,4 bilhões) na cadeia de fornecedores, de modo a garantir todo o suporte à chegada das novidades. "Com esse investimento, a GM está dando um grande passo ao tornar realidade nossa visão de um futuro totalmente elétrico", disse o diretor executivo Mark Reuss.

Galeria: GM - Picapes elétricas em Detroit-Hamtramck

Detalhes sobre a identidade das novas picapes ainda são desconhecidos, mas desde já a própria GM confirma que haverá variedade de modelos. "Nossa picape elétrica será a primeira de múltiplas variantes de camionetes elétricas que construiremos em Detroit-Hamtramck nos próximos anos", disse o executivo. Uma delas, ao que tudo indica, será vendida sob a bandeira da Chevrolet e concorrerá diretamente com a picape elétrica que a Ford também está desenvolvendo. Outra será comercializada pela Hummer, marcando o retorno da icônica fabricante ao mercado. Esta deverá rivalizar em especial com a Tesla Cybertruck, tendo em vista a fama de robustez e força da marca Hummer.

Além disso, há expectativa em torno de outros projetos, como da GMC, tendo em visto o tom de "variedade" anunciado pela própria GM. O primeiro modelo tem lançamento previsto para o final de 2021, com chegada às lojas programa para 2022. Até lá novas informações serão divulgadas.

Fonte: GM