A maioria em projetos de mobilidade urbana

Antes mesmo do Zoe, a Renault já colocava modelos elétricos em nosso país. A marca trouxe modelos como o Kangoo Z.E e o Twizy para compor frotas de empresas em diversas capitais do Brasil como uma forma de teste, além de trabalhar com a usina de Itaipú e iniciativas com alguns prefeituras. Segundo a marca, mesmo com a venda do Zoe para o público final, boa parte das unidades seguem assim.

São mais de 250 unidades de modelos elétricos da Renault circulando pelo Brasil atualmente. A marca destaca o compartilhamento de veículos em um condomínio da MRV em Belo Horizonte, na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, na encubadora de start-ups em SP (Cubo Itaú) e pelo aplicativo Beep Beep. Também vale destacar o uso de veículos elétricos da Renault em Fernando de Noronha, em busca da emissão zero de CO2.

Galeria: Renault Zoe 2020

Hoje, a Renault vende no Brasil o Zoe para o público por R$ 149.990. Já foi o elétrico mais barato do país, posto tomado pelo JAC iEV20 em janeiro. Uma nova geração foi apresentada na Europa com 390 km de autonomia (90 km a mais que o atual), que deve chegar ao Brasil em breve. Apesar da leve mudança externa, o interior mudou consideravelmente, ganhando um painel de instrumentos em tela de 10" com um sistema multimídia de 9,3", além de mais refinado que o anterior. O preço deverá subir para acompanhar a evolução do hatch.