Crossovers foram apresentados para concessionários em convenção nos EUA

A Volvo está preparando mais dois crossovers. É o que revela o site Automotive News, após conversar com alguns concessionários. A fabricante sueca teria apresentado seus planos para os próximos anos em uma conferência para lojistas em Las Vegas (EUA). Entre os novos produtos, estão o C40, um SUV-cupê baseado no XC40, e o XC100, que será o novo modelo topo de linha da empresa.

Pelo o que os concessionários contaram, o Volvo XC100 adotará a mesma plataforma que o XC90, compartilhando algumas peças para ajudar a reduzir os custos de produção. Mas ele seria 18 centímetros mais longo e 13 cm mais largo do que o XC90 atual. Será vendido nas versões de seis e sete lugares, adotando uma segunda fileira sem o assento central, para facilitar o acesso.

Ele irá competir com os crossovers mais caros de outras marcas de luxo, como BMW X7, Mercedes-Benz GLS e Audi Q7. Um concessionário teria até revelado que ele parece uma mistura do XC90 com Range Rover Vogue e Rolls-Royce Cullinan. Parece ser um produto adequado para a marca, só que teremos que esperar um bom tempo para conhecê-lo, já que seu lançamento é esperado para a segunda metade de 2023.

Galeria: Volvo XC40 Recharge

Felizmente, o C40 não irá demorar tanto tempo assim, pois está previsto para o 2º semestre de 2021. Será um veículo de nicho para a marca, pois a Volvo espera vender 8 mil unidades por ano. Os concessionários descrevem o carro como um XC40 com um teto mais inclinado, novo design para a traseira e as lanternas, e a grade da versão elétrica Recharge P8 - ou seja, ele também será um modelo elétrico.

Os dois crossovers fazem parte da nova fase da estratégia de eletrificação da marca. Todos os novos modelos da Volvo terão um motor elétrico de alguma forma - podendo ser puramente elétrico ou híbrido plug-in. O XC100 deve receber uma variante elétrica pouco após o lançamento, enquanto a nova geração do XC90 adotará esta motorização em 2022.