Tecnologia que usa motor elétrico e outro a combustão estará no Kicks reestilizado no Brasil

Depois do Japão, agora é a vez da Tailândia receber o sistema de tração híbrida e-Power. De acordo com a matéria do site local Autoindustriya, a Nissan confirmou nesta semana que a tecnologia será implementada nos veículos produzidos no país asiático em breve.  

Diferente do sistema híbrido mais conhecido, o e-Power utiliza um motor de combustão interna que atua como um gerador para recarregar as baterias. Ele fornece eletricidade, através de um inversor, diretamente aos motores elétricos. 

No caso do Note e-Power, as especificações são boas para a proposta: são 112 cv (2 cv abaixo dos 114 cv do 1.6 litro), mas os respeitáveis 25,9 kgfm de torque superam com tranquilidade os 15,5 kgfm do trem de força exclusivamente à combustão. 

Todavia, a matéria ainda não confirma em qual modelo a tecnologia e-Power irá estrear. O mais provável é que seja na versão reestilizada do Nissan Kicks, que deve estrear no Japão nas próximas semanas. Outro veículo elegível para a novidade é o também renovado Nissan Sylphy, que nesta versão se tornaria um concorrente direto do Toyota Corolla Altis Hybrid na região. 

Fundamental para os planos de eletrificação da Nissan na Tailândia e no sudeste da Ásia, o sistema e-Power será produzido nas instalações da marca japonesa em Samut Prakan, após o investimento de (10,96 bilhões de THB) equivalente a US$ 340 milhões. 

Novo Kicks e-Power também no Brasil

A Nissan já vem ensaiando a um bom tempo a introdução do sistema e-Power no Brasil e o primeiro modelo será o Kicks. Além da nova tecnologia, o SUV também receberá o novo visual que será revelado em breve no Japão. A expectativa da Nissan era lançar o novo Kicks no Salão do Automóvel de São Paulo, mas com o seu cancelamento e também por conta da pandemia, a novidade deve estrear somente em 2021 por aqui.

Fonte: AutoIndustriya

Veja mais informações sobre o novo Kicks

Galeria: Nissan Kicks 2021 - Flagra na Tailândia